A Paraíba o tempo todo  |

Crise: Bolinha acusa presidente do Treze de empregar filho na diretoria; grupo de conselheiros irá pedir o impeachment

O vice-presidente do Treze, e ex-candidato a prefeito de Campina Grande o empresário Artur Bolinha, acusou ontem (16), por meio de suas redes sociais o presidente Olavo Rodrigues de empregar o próprio filho na administração galista.

De acordo com Bolinha, que até poucos dias atrás estava no comando do Treze, o estatuto do clube proíbe que parentes de 1º grau do presidente ocupe cargo na direção. A infração vinha ocorrendo desde o Campeonato Paraibano, mas só agora foi denunciada pelo vice. Segundo Bolinha, trata-se de um “menino bom”, mas enquanto outros dirigentes doavam dinheiro para o Treze, Olavo, além de não contribuir, ainda empregava o herdeiro.

Um grupo de conselheiros irá pedir o impeachment de Rodrigues para que Artur Bolinha assuma definitivamente a gestão do Treze Futebol Clube. Olavo reassumiu há poucos dias a presidência do clube, após licença médica para tratamento. Vale ressaltar que o clube passa nos últimos anos por uma crise, sem títulos e está neste ano de 2022, sem mais disputar nada, nem a nível estadual como também nacional. Enquanto isso, o seu principal adversário, o Campinense, está a todo vapor, disputando o bicampeonato paraibano.

Veja a denúncia:

Da Redação

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      3
      Compartilhe