Por pbagora.com.br

César Cielo acordou bem-disposto nesta quarta-feira, mas preferiu se poupar. Voltou à piscina do Foro Itálico para as eliminatórias dos 100m livre, prova em que foi bronze nos Jogos Olímpicos de Pequim. Na série, ele nadou o suficiente para garantir uma vaga nas semifinais do Mundial de Esportes Aquáticos, em Roma: fez uma excelente largada e nadou forte os primeiros 50m. Depois da virada, segurou. Não quis gastar energia além do necessário. Ele bateu em terceiro, se classificando com o oitavo tempo, 47s98. Nicolas Oliveira também avançou com a 12ª marca, 48s22. O SporTV transmite as semifinais e as finais a partir das 13h (de Brasília), e o GLOBOESPORTE.COM acompanha tudo em Tempo Real.

 

– Foi bom. Acordei me sentindo bem e a ideia era classificar independentemente da colocação. Tentei também salvar um pouquinho de energia. Segurei. Até porque se eu fosse bater o recorde mundial eu teria que fazer o exame antidoping e eu não tava afim. Brincadeira, brincadeira. Mas eu dei uma seguradinha, sim – disse Cielo, às gargalhadas.

 

 

As outras duas estrelas da prova, os franceses Alain Bernard e Fred Bousquet, devem ter adotado a mesma estratégia de Cielo. Campeão olímpico e ex-recordista mundial, Bernard se classificou em quarto, com 47s80. Bousquet, nadador mais veloz do mundo dos 50m livre – prova em que o brasileiro conquistou a medalha de ouro na China -, ficou em sexto (47s89). Melhor para o americano David Walters, líder das eliminatórias com 47s59.

 

Cielo fez uma excelente largada, já abrindo vantagem para os adversários. Nos primeiros 50m, marcou 22s83. Depois da virada, uma forte pernada submersa lhe garantiu a frente da prova. Respirando para os dois lados, ele pode ver que estava bem posicionado e segurou. Nos últimos 25m restantes, não gastou energia e foi o terceiro na série, com 47s98.

Diferentemente de seu compatriota, Nicolas forçou os 100m para não dar chances ao azar e ficar fora das semifinais. Como não é velocista, saiu da piscina exausto de tanto esforço. Após a largada, teve o melhor tempo de reação (0.69) e marcou 22s84 nos primeiros 50m.

– Os 100m livre é uma prova que é difícil para mim porque eu não sou velocista. Então, eu tenho que puxar o meu limite mesmo, por isso essa cara de dor. Eu gostei da minha prova, mas acho que posso fazer melhor. Acho que dá para chegar à final, se eu achasse que não dava, nem estaria aqui. Mas vou ter que fazer a prova da minha vida.

 

Programação desta quarta-feira, das 13h às 15h30m (de Brasília):

100m Livre Masculino – semifinal
50m Costas Feminino – semifinal
200m Borboleta Masculino – FINAL
200m Livre Feminino – FINAL
50m Peito Masculino – FINAL
200m Borboleta Feminino – semifinal
200m Medley Masculino – semifinal
800m Livre Masculino – semifinal

globoesporte.com