Por pbagora.com.br

O Ministério da Saúde aprovou um estudo da Confederação Brasileiro de Futebol (CBF) para viabilizar a volta dos torcedores aos estádios de futebol em meio à pandemia do novo coronavírus.

Organizadora do Campeonato Brasileiro, a entidade recebeu o aval do órgão do governo federal nesta terça-feira (22), mas ainda analisa quando e como colocará o plano de retorno dos torcedores aos estádios brasileiros em ação. A ideia inicial é que isso aconteça a partir de outubro.

O estudo prevê, inicialmente, a liberação de no máximo 30% da capacidade dos estádios e apenas para torcedores do time mandante. Os torcedores dos times visitantes ficariam sem acesso às arenas.

Também será necessária a aprovação das autoridades sanitárias locais para liberação do acesso ao público, e os clubes mandantes deverão cumprir protocolos estabelecidos pelo governos de cada região.

Em entrevista à Rádio CBN Paraíba, , o vice administrativo e de futebol do Botafogo (PB), Renato Beltrão, falou do sufocamento financeiro que o clube atualmente enfrenta e revelou que o clube espera que o público seja liberado o mais rápido possível. Com critérios, segundo ele e cumprindo os protocolos de segurança.

– Somos a favor plenamente, mas com responsabilidade. Nosso pensamento vai no sentido do que está acontecendo com outros estabelecimentos. Eu não entendo um shopping center está aberto e não ter público no futebol. Tem que estabelecer alguns critérios, um público mínimo para evitar uma certa aglomeração. Tem que estabelecer alguns critérios, um público mínimo para evitar uma certa aglomeração. Mas eu não vejo diferença. Se abrir 20% do Almeidão, é um risco menor do que o shopping center – defendeu.

Apesar de aprovar, o Ministério da Saúde condiciona retorno a medidas sanitárias de cada estado e município. A ideia era voltar os jogos com 30% do público e com apenas torcedores do time casa.

PB Agora

Deixe seu Comentário