Por pbagora.com.br

Jogo de cartas marcadas? Depois da Operação Cartola, uma nova polêmica ameaça a credibilidade do Campeonato Paraibano 2020. Em áudio que circula nas redes sociais o presidente do Sousa, Aldeone Abrantes, revela ter sido procurado por um homem disposto a fazer uma proposta e determinar o resultado do jogo entre Dinossauro e Sport PB antes dos dos times entrarem em campo”. Ao se negar, o dirigente insinua que teria sido ameaçado e estaria correndo risco de morte.

Conforme Aldeone, o suspeito é alguém conhecido no futebol paraibano e o teria procurado no Hotel onde o Sousa estava hospedado em Campina Grande. Aldeone ainda se queixou da presidente da Federação Paraibana de Futebol, Michele Ramalho, que não teria atendido seus telefonemas para averiguar o caso.

Em outro áudio um homem diz que Aldeone não aceitou a proposta e que o dirigente sertanejo sempre participou de esquemas no futebol e estava querendo dar um de bonzinho.

O dirigente conta que foi procurado pelo suposto homem na noite dessa segunda-feira (27), em Campina Grande para combinar o resultado da partida entre o Sousa e o Sport PB. O resultado de 3×0 seria a proposta para bater com as apostas feitas em banca de jogos de futebol. O Dinossauro venceu por 1 a 0.

Há dois anos, o futebol paraibano foi marcado pela deflagração da Operação Cartola, que desvendou um esquema de manipulação de resultado nas últimas edições do certame local. Dirigentes do Botafogo-PB e Campinense foram banidos, além de árbitros e do então presidente da FPF, Amadeu Rodrigues.

PB Agora

Deixe seu Comentário