Por pbagora.com.br

O Brasil tinha tudo para se livrar bem de uma tarde apagada e sair no lucro com uma vitória sobre o Equador nos 2.800 metros de altitude de Quito. Entretanto, um gol de Noboa aos 44min do segundo tempo mudou toda a situação verde-amarela. Neste domingo, a equipe comandada por Dunga mostrou apatia em campo e precisou se contentar com um empate por 1 a 1 pela 11ª rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010.

A igualdade deixou o Brasil com 18 pontos, agora na terceira colocação, com um ponto a menos que a Argentina e cinco a menos que o Paraguai. O Equador, por sua vez, chegou aos 13 pontos, ainda afastada da zona de classificação para a Copa.

Conforme prometeu antes da partida, o Equador tentou imprimir uma forte pressão sobre os brasileiros no início do jogo, com sucesso. Os anfitriões mantiveram 60% de domínio da posse de bola e criaram boas oportunidades, paradas apenas com a trave e com intervenções de Júlio César.

Ao mesmo tempo, a equipe comandada por Dunga ficou bem recuada, sem conseguir sair nos contra-ataques. Com dificuldades para se impor, o Brasil cometeu seis faltas nos primeiros 28 minutos contra nenhuma dos donos da casa e saiu no lucro com o empate sem gols do primeiro tempo.

"Estamos com muitas dificuldades para sair com a bola e não podemos errar na frente da área", lamentou o volante Gilberto Silva no intervalo em discurso repetido por Robinho. "Erramos muitos passes. Nosso forte é o toque de bola e, se isso não acontece, complica", afirmou.

O Equador continuou superior no começo da etapa final, mas com o Brasil melhor postado na marcação. Só aos 15min a equipe verde-amarela teve sua primeira chance clara de gol em chute de Luís Fabiano defendido por Cevallos. Depois disso, porém, os anfitriões voltaram a pressionar.

Foi quando Júlio Baptista entrou no lugar de Ronaldinho Gaúcho aos 26min para mudar o panorama do jogo. Logo em sua primeira participação, o camisa 16 mostrou arranque e chutou forte para abrir o placar a favor dos brasileiros. Quando parecia que o time de Dunga sairia com os três pontos, Noboa empatou aos 44min para selar a igualdade.

Agora, o Brasil volta as atenções para o duelo de quarta-feira contra o Peru, em Porto Alegre, pela 12ª rodada das Eliminatórias. O confronto no estádio Beira-Rio deve marcar o retorno de Kaká à seleção. Já o Equador atua novamente em Quito, diante do Paraguai, no mesmo dia.

EQUADOR 1 X 1 BRASIL

Data: 29/03/2009 (domingo)
Local: estádio Olímpico Atahualpa, em Quito (Equador)
Árbitro: Carlos Chandía (Chile)
Auxiliares: Lorenzo Acuña e Sergio Román (ambos do Chile)
Cartões amarelos: Ayoví (EQU); Elano, Gilberto Silva, Marcelo, Daniel Alves (BRA)
Gols: Júlio Baptista, aos 27min, Noboa, aos 44min do segundo tempo,

Equador
Cevallos; Reasco, Hurtado, Espinoza e Ayoví; Castillo, Valencia, Guerrón (Noboa) e Méndez; Benítez e Caicedo (Palácios)
Técnico: Sixto Vizuete

Brasil
Júlio César; Maicon (Daniel Alves), Lúcio, Luisão e Marcelo; Gilberto Silva, Felipe Melo, Elano (Josué) e Ronaldinho Gaúcho (Júlio Baptista); Robinho e Luís Fabiano
Técnico: Dunga

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Campinense e Treze iniciam nesta 4ª a decisão da 110ª edição do Paraibano

Paixão. Essa palavra pode definir o sentimento que vai mover o torcedor. Um estádio silencioso. Sem a presença da torcida como 12 jogador para incentivar a sua equipe. Em casa,…