Por pbagora.com.br

O Botafogo conseguiu se distanciar bem da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro na noite deste sábado (7), quando recebeu o Atlético-MG e venceu por 3 a 0, no Engenhão.

Maicosuel, Somália e Herrera marcaram os gols que levaram o Alvinegro aos 18 pontos, bem mais perto da zona de classificação para a Libertadores da América. Já o Galo segue seu calvário na zona de risco, na penúltima posição, com apenas 10 pontos.

As duas equipes voltarão a jogar no próximo sábado (14), às 18h30 (de Brasília). O Botafogo visitará o Atlético-GO no Estádio Serra Dourada. Já o Galo receberá o Guarani no Estádio Ipatingão.

Durante todo o primeiro tempo o Botafogo conseguiu impor uma forte marcação na saída de bola do adversário, complicando assim o poder de criação do Atlético. Com dificuldades na criação, o Galo assustava apenas em chutes de fora da área.

Maicosuel viveu seu primeiro grande momento aos 32min, quando marcou o gol que abriu o marcador. Ele começou a jogada pelo meio, driblou dois rivais e acionou Herrera. O argentino chutou, o goleiro deu rebote e o Maicosuel completou para o fundo da rede.

O Galo sentiu o golpe e o Botafogo começou a desperdiçar oportunidades. De tanto insistir o Alvinegro ampliou aos 42min em um lance polêmico. Somália pegou rebote da entrada da área, chutou, a bola desviou na mão de Herrera e Fábio Costa só ficou olhando. O árbitro Leonardo Gaciba validou o gol, entendendo que o argentino, que estava caído no lance, não teve o objetivo de bater na bola.

O Atlético voltou para o segundo tempo pressionando, porém com as mesmas dificuldades de criação. Tanto que insistia em chutes de fora da área. Já o Botafogo continuava perigoso, só que dessa vez nos contra-ataques.

Outra arma que o Atlético tentava usar, mas sem muito sucesso, era a bola parada. Tanto que teve diversos escanteios.

…Mas quando tinha mais volume de jogo o Galo acabou sofrendo o terceiro gol, aos 25min. A defesa mineira saiu jogando errado, Jobson ficou com a bola, invadiu a área e foi derrubado por Ricardinho. O árbitro Leonardo Gaciba marcou o pênalti, que foi convertido por Herrera.

Depois desse lance, o jogo ficou ainda mais aberto. Surpreendentemente, Joel Santana começou a colocar peças ofensivas em campo, como Caio, Edno e Loco Abreu. Já o Galo tinha que tentar a qualquer custo reduzir a desvantagem.

Aos 41, Tardelli recebeu livre na área e chutou para grande defesa do arqueiro botafoguense. Dois minutos depois Jéfferson voltou a salvar o time carioca em chute de Ricardo Bueno. Era a certeza de que o placar não seria mais modificado.
 

R7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.