Por pbagora.com.br

A palavra mudança será bastante utilizada no Botafogo durante a semana, visando o jogo contra o Salgueiro- PE, no próximo sábado, às 20h, no Estádio Cornélio de Barros, pela 13ª rodada do grupo A do Campeonato Brasileiro da Série C. Quando as coisas não andam bem para o Belo na disputa, onde não vence há cinco jogos consecutivos – a última foi a derrota para o CSA-AL (2 a 1) no último domingo, no Estádio Rei Pelé – o jeito é arrumar a casa, corrigir os erros para voltar a ganhar.

A equipe ainda tem seis partidas pela frente, com três fora de casa – Salgueiro-PE, Remo e Sampaio Corrêa – e mais três no Almeidão, contra Moto Clube, Confiança e Asa de Arapiraca.

O Belo atua em vários caminhos, ou vai em busca do sonho da classificação, manutenção da equipe na competição ou evitar um possível rebaixamento para a Série D. Na Maravilha do Contorno a esperança é a última que morre no grupo, que apesar da má fase que passa o time ainda tem esperança de mudar o quadro atual. De acordo com o goleiro Michel Alves, não existe outra alternativa a não ser trabalhar para tirar a equipe desta fase negativa. “Sabemos que temos condições de virar esta página negra e vamos trabalhar ainda mais para voltar a ganhar. Aqui ninguém jogará a toalha antecipadamente”, disse.

Para o zagueiro Plínio o momento é de unir as forças para que o Botafogo possa somar pontos, de preferência vencer o time pernambucano e dar a volta por cima. “Iremos corrigir os erros e buscar as vitórias que todos precisam para melhorar a situação da equipe. Queremos pedir desculpas à torcida, mas temos capacidade de virar este lamentável momento”, disse. O volante Djavan espera que a sorte esteja mais perto da equipe, já que o Botafogo joga bem, começa a ganhar, mas de repente perde o jogo que estava em suas mãos.


Redação

Deixe seu Comentário