A Paraíba o tempo todo  |

Belfort e Bisping trocam empurrões e inglês insinua doping

 Depois de um clima amistoso na entrevista coletiva que aconteceu em hotel da zona sul de São Paulo nesta quinta-feira, outro evento preparatório para a luta de sexta-feira quase acabou em briga. Vitor Belfort e Michael Bisping trocaram empurrões durante a tradicional encarada e o inglês chegou a insinuar que o brasileiro compete dopado.

“Ele já foi punido por doping. Fala de Deus, da Bíblia, mas é um hipócrita. Ele fala como se nada tivesse acontecido. Sempre foge das perguntas sobre uso de testosterona”, atacou Bisping. Belfort não falou sobre as provocações do inglês. O brasileiro testou positivo em 2006 para a substância 4-hidroxitestosterona e chegou a ser suspenso por nove meses.

Durante as fotos da encarada, que coloca os dois rivais frente a frente logo depois da pesagem, o brasileiro tentou colocar o punho fechado na frente do rosto de Bisping. O inglês ficou empurrando a mão de Belfort, iniciando um princípio de confusão. “Nem toquei nele. Fechei o punho só para mostrar como eu estou motivado para essa luta”.

Depois que a “turma do deixa disso” os separou, Vitor começou a apontar para o inglês gritando: ”estou pronto, estou pronto”. Bisping ficou provocando de um jeito mais sarcástico, do outro lado. Ao longo da coletiva, Vitor teve que ouvir mais provocações de Bisping.

Rebatendo aos questionamentos sobre seu preparo físico, o brasileiro destacou que iria lutar por 25 minutos, tempo somado dos cinco rounds, nem que a luta acabasse antes disso. “Tenho a certeza da vitória. Não é arrogância, é confiança. Combinei com minha equipe que não interessa o quanto a luta vai durar, eu vou continuar treinando no vestiário até os 25 minutos. É uma forma de me preparar mentalmente”, disse Belfort, que depois disso foi alvo de ironia do inglês.

“Ele está tentando se convencer de que pode aguentar, e que vai para o vestiário depois. Não preciso apostar com meus companheiros, sei que aguento. Você e seus amigos podem ir lá e treinar um pouquinho depois, mas eu vou te arrebentar de qualquer jeito”, avisou Bisping.

O inglês ainda insinuou que muitos brasileiros preferem torcer por ele, e não por Vitor: “A maioria vai apoiar Belfort, mas nem todos, porque tenho saído pela cidade e vi que tenho um pouco de torcida. Quero agradecer a essa galera. Só queria destacar que nem todos vão torcer por ele”. Depois, ele ainda emendou um “muito obrigado” em português.

Antes do desentendimento entre as principais estrelas da noite, outros rivais ficaram perto da pancadaria. Daniel Sarafian e C.B. Dollaway também trocaram empurrões: os dois encostaram testa com testa e se mantiveram nessa posição durante alguns segundos. Um dirigente do UFC teve que separá-los. O brasileiro sempre manteve uma cara mais invocada, sempre olhando fixo para seu adversário.

UOL

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe