Por pbagora.com.br

Nas duas últimas rodadas o Guarani conquistou seis pontos essenciais para seguir em busca do acesso para o Brasileirão-2010 e, quem sabe, do título da Série B. As vitórias sobre a rival Ponte Preta e diante do São Caetano, adversário direto pelo acesso, contaram com a contribuição de dois bebês.

Diante da Macaca, o gol que sacramentou a vitória por 2 a 1 foi marcado pelo zagueiro Bruno Aguiar, que simulou o embalar de um neném em um dos vários gestos que fez em meio à euforia por marcar no dérbi campineiro. E nesta quarta-feira a emoção da inesquecível semana se completou.

– Fiz aquele gol no dérbi para a minha filha, conseguimos essa vitória fora de casa e agora quero chegar logo em Campinas porque meu filho vai nascer. Acabei de confirmar com o médico e logo cedo vai ser o parto – disse Aguiar, de 23 anos, eufórico após o jogo em São Caetano, ansioso para acompanhar o nascimento de sua primeira herdeira, a Brenda, fruto do amor com Bruna.

A emoção do gol no dérbi teve uma ajuda especial também do companheiro Fabinho, que cruzou a bola na medida para Bruno marcar, conforme ensaiado no treino.

E o meia, além também se destacar no jogo com a rival, brilhou na noite desta terça-feira. Fabinho anotou o primeiro tento sobre o Azulão e teve participação direta no segundo, que foi registrado para o artilheiro Ricardo Xavier, que na verdade só teve o trabalho de empurrar para dentro uma bola chutada pelo meia e que já iria para o gol.

– O Ricardo fez o certo porque o goleiro podia levantar e se recuperar, e ele é artilheio. Mas eu fiquei muito feliz que fiz meu gol e consegui homenagear minha esposa, minha filha que vai nascer em janeiro, minha família – comemorou Fabinho, que colocou a bola na barriga, em alusão à gravidez de sua mulher, Taiane. O casal espera o nascimento de Ana Laura, previsto para janeiro. O meia fez questão de dedicar o gol também à sua filha Ana Lúcia, de três anos.

globoesporte.com