Os Jogos Olímpicos de Tóquio no Japão, previstos para começarem no dia 24 de julho, foram adiados por conta da pandemia de Covid-19 (novo coronavírus), devem ocorrer só em julho de 2021. A medida surgiu como forma de amenizar os danos já provocados ao evento e principalmente aos atletas atingidos direta ou indiretamente pela doença. Na Paraíba, atletas com vaga garantida para o evento, entre eles, o atleta do vôlei de praia Álvaro Filho apoiaram o adiamento.

Para o paraibano Álvaro Filho forma, ao lado de seus conterrâneos Edival Marques (Netinho) do Taekwondo e Matheus Cunha – que foram convocados para a Seleção Olímpica de Futebol – parte da delegação brasileira já com vagas garantidas para a maior competição do planeta apoiam esse medida, apesar de dura, pois todos vinham em fase de preparação para a disputa, mas em meio à crise gerada pelo vírus que já vitima milhares de pessoas em todo o mundo, viram treinamentos, competições e até mesmo a condição concreta de participação dos jogos ter que ser adiada.

Segundo Álvaro, inevitavelmente existem prejuízos na preparação, já que agora os protocolos de distanciamento social estão sendo cumpridos por atletas, técnicos e demais envolvidos com o esporte, isso sem falar no fechamento de equipamentos esportivos fundamentais para a manutenção da preparação dos competidores.

“É uma situação muito delicada, pois não se trata de uma condição individual, mas sim algo que atinge todos os atletas. Temos modalidades que já possuem seus classificados definidos e outras que nem sequer realizaram suas seletivas. Esse é um momento diferente para todos. Vínhamos priorizando a preparação para as Olimpíadas, mas em todo o mundo, a partir do momento que há um procedimento como esse em nível mundial, é onde precisamos nos integrar. Hoje a preocupação é com as medidas de segurança, estamos ficando em casa, treinando da maneira que é possível e isso logicamente nos traz prejuízos, mas entendo que nesse momento todos os setores da sociedade vão enfrentar problemas”, comentou o atleta paraibano.

Redação

 

Deixe seu Comentário