Por pbagora.com.br

Mano Menezes garantiu no último domingo que o técnico Carlos Alberto Parreira não escalaria o Fluminense com os meias Thiago Neves e Conca juntos, na partida desta quarta-feira, às 21h50m, no Maracanã, valendo vaga nas semifinais da Copa do Brasil. Mas o discurso mudou. Após a polêmica, o treinador já pede atenção com os dois “cérebros” do Tricolor carioca.

– Nós temos que tomar mais cuidado com os jogadores de armação porque o Fluminense tem dois armadores que saem muito fácil da marcação com dribles e mobilidade – afirmou.

O comandante alvinegro, porém, garante que não fará uma marcação especial em nenhum jogador do Fluminense. Nem mesmo Fred, grande esperança de gols para fazer o clube do Rio de Janeiro avançar na competição nacional, terá alguém exclusivo apenas para segurá-lo.

 

Continuo pensando que uma equipe marca a outra melhor com um sistema do que individualmente. Quando você tenta individualmente, o jogador é inteligente e acaba com sua formação e posicionamento – acrescentou.

Mano, aliás, garante que está preparado para ser alvejado caso o centroavante tricolor se destaque. Em 2007, o treinador viveu algo semelhante, quando disse que não faria uma marcação especial em Riquelme, do Boca Juniors-ARG, na final da Taça Libertadores.

– Sofri críticas porque queriam que eu marcasse o Riquelme, mas nossa equipe não tinha características para isso. E perdemos. Quando perde, tem que ouvir essas coisas – completou.
 

 

 

GloboEsporte

Deixe seu Comentário