O Flamengo encontrou muitas dificuldades nesta segunda rodada da Taça Guanabara, e apenas empatou em 1 a 1 com o Resende. A partida, válida pelo primeiro turno do Carioca, foi realizada no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

 

Os dois gols do jogo saíram no primeiro tempo. O Resende saiu na frente numa cabeçada de Joseph, e o Flamengo empatou num golaço de Henrique Dourado, de bicicleta.

O resultado deixou o Rubro-Negro com 4 pontos no grupo C, enquanto o Resende somou seu primeiro ponto na competição.

 

O próximo compromisso do Flamengo será neste sábado, contra o Botafogo, pela terceira rodada do Carioca, no Nilton Santos. O Resende, por sua vez, recebe a Cabofriense, no domingo.

 

O Jogo – Atuando com uma equipe inteiramente diferente da utilizada na estreia contra o Bangu, no último domingo, o Flamengo estreou Gabigol e Arrascaeta em Volta Redonda. Com uma equipe que jamais jogou junta, o Rubro-Negro mostrou, como era esperado, um grupo desentrosado e com dificuldades de resistir a uma equipe mais arrumada e bem treinada.

O time do Sul-Fluminense se fechou atrás da linha da bola, em busca dos contra-ataques, enquanto o Fla tentava manter a posse de bola. E foi o Resende foi o primeiro a tentar o gol, aos 6 minutos. Maxwell domina na esquerda do ataque, próximo ao bico da área, e arrisca de longe. A bola foi no meio do gol e César encaixou com segurança.

 

Aos 12, a equipe do interior quase abriu o placar, mais uma vez com Maxwell. O atacante foi lançado na esquerda e, livre de marcação, partiu em direção à área. Na saída de César, Maxwell tentou por cobertura, mas errou o alvo e mandou pela linha de fundo.

O Resende era mais presente no ataque, e aos 18, na cobrança de um escanteio pela direita, abriu o placar. Bola levantada na área, a defesa ficou olhando e Joseph subiu sem marcação para cabecear no canto de César.

 

A resposta do Rubro-Negro não demorou. Arrascaeta enfiou na área para Trauco pela esquerda, o lateral cruzou pelo alto do outro lado e Henrique Dourado acertou uma bela bicicleta para marcar um golaço: 1 a 1.

 

Apesar do empate, o Resende continuou melhor no jogo, e foi quem produziu as melhores chances da primeira etapa. Aos 33, após boa jogada pela direita, Vitinho recebe na entrada da área pelo meio e tenta bater colocado no canto direito, mas César fez boa defesa.

 

O Resende quase voltou à frente do placar aos 47. Bola cruzada da direita no segundo pau e Maxwell entrou cabeceando forte, mas passou rente à trave e foi pela linha de fundo.

O segundo tempo começou com o Resende levando perigo mais uma vez. Joseph tentou de cabeça na cobrança de escanteio mas a bola vai para fora. Mas após apenas seis minutos, parte dos refletores do Raulino de Oliveira se apagou e a partida ficou interrompida por quase 15 minutos.

 

No recomeço do jogo, o Resende seguiu tentanto chutes de longe e bolas cruzadas na área, e Abel resolveu mudar. Aos 29, o atacante Vitinho entrou no lugar do volante Jean Lucas.

Na sequência, as duas melhores chances da segunda etapa. A primeira foi do Resende com Zambi, que recebeu na altura da marca do pênalti e bateu forte para o gol, aos 32. César fez grande defesa e salvou o Fla, que respondeu aos 38. Vitinho recebeu em profundidade na direita, se livrou da marcação e levantou na medida para Dourado dentro da área. O Ceifador errou o alvo e perdeu boa oportunidade de virar o jogo.

Com destaque para Vitinho, o Flamengo acordou no final da partida e ensaiou uma pressão em busca da virada. Aos 53, o atacante tocou para Cuéllar arriscar de fora da área, mas Ranule defendeu.

 

Três minutos depois, em nova bola cruzada na área, Léo Duarte e Gabigol se esticaram mas não conseguiram alcançar.

Aos 61, Vitinho vê o goleiro adiantado e tenta de longe, mas a bola não entra. No minuto seguinte, o mesmo Vitinho sofre falta na entrada da área e cobra com categoria. A bola passou muito perto e a torcida chegou a se levantar.

 

Na abertura da rodada desta quarta do Carioca, Portuguesa e Madureira ficaram no zero a zero em Moça Bonita.

Derrotados na primeira rodada por Americano e Flamengo, respectivamente, o empate não foi um bom resultado para duas equipes, que estão na lanterna do grupo B da Taça Guanabara, primeiro turno do Estadual.

O Madureira tentará sua primeira vitória na competição no próximo sábado, diante do Volta Redonda, no Raulino de Oliveira. Já a Portuguesa encara o Fluminense no domingo, no Maracanã.

 

 

Corinthians – O Corinthians sofreu um apagão de quatro minutos no primeiro tempo e perdeu para o Guarani por 2 a 1, de virada, nesta quarta-feira, em Campinas, pela segunda rodada do Campeonato Paulista. O time alvinegro já vinha de um empate na estreia e segue sem vencer no retorno de Fábio Carille.

 

As equipes voltam a campo no sábado pela terceira rodada do Paulistão. O Corinthians receberá a Ponte Preta às 19 horas, em Itaquera, e o Guarani, que havia perdido na sua estreia, jogará em casa contra o Oeste, às 16h30.

 

No estádio Brinco de Ouro da Princesa, com um público modesto em uma partida com torcida única, o Corinthians foi mal, especialmente no setor ofensivo e perdeu para a equipe comandada por Osmar Loss, seu antigo treinador. O gol que abriu o marcador aos oito minutos do primeiro tempo, foi um achado. Sornoza cobrou escanteio da esquerda e Gustagol subiu mais alto do que a zaga.

Com a vantagem, a equipe desistiu de atacar. O Guarani parecia desentrosado, errava muitos passes no setor ofensivo, mas ia ganhando terreno. Até que aos 38 Inácio cobrou falta da direita, Fagner esqueceu da marcação e Diego Cardoso apareceu livre na segunda trave para deixar tudo igual. Quatro minutos depois, Rondinelly recebeu de fora da área e mandou uma bomba no ângulo. Cássio não conseguiu nem ir na bola: 2 a 1.

 

O Corinthians seguiu mal no segundo tempo. Pedrinho substituiu André Luis e o time continuou com dificuldade para criar. Sornoza reclamou de uma bola na mão de Fabrício Bigode dentro da área que o impediu de fazer o domínio. O árbitro mandou seguir.

A melhor chance do time visitante na etapa final foi em uma cabeceio de Pedrinho que acertou o pé da trave do goleiro Giovanni. Mas o Guarani era ainda mais efetivo no contra-ataque e criou duas oportunidades em que Cássio defendeu uma bola de Inácio e outra de Lucas Crispim.

 

Globoesportes.com com Isto é

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

ABC acusa Treze de escalar jogador irregular e vai ao Tapetão para permanecer na Série C

O ABC ainda tem esperanças de permanecer na Série C, mesmo depois de ter sido matematicamente rebaixado no Grupo A, após empate por 1 a 1 com o Sampaio Corrêa no último sábado.…

Presidente da FPF reúne presidentes de Treze e Bota-PB antes do clássico

Diante da importância do Clássico Tradição marcado para este sábado às 17h no estádio O Amigão, em Campina Grande a presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Michelle Ramalho, se…