Por pbagora.com.br

O Índice de Educação a Distância publicado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) colocou a Paraíba em primeiro lugar no Brasil com uma nota de 6,0, que representa mais que o dobro da média nacional que foi de 2,38. O deputado estadual e líder governista na Assembleia Legislativa, Wilson Filho (PTB), comemorou o resultado e destacou o empenho do Governo do Estado em treinar 18 mil profissionais que atuaram no programa em 2020.

Wilson acrescentou que a Paraíba ficou à frente de Estados como São Paulo (3,4) e Rio Grande do Sul (3,02). “Isso demonstra o compromisso do governador João Azevêdo com a educação pública em nosso Estado. Apesar de todos os obstáculos decorrentes da pandemia, a Paraíba manteve um ensino de qualidade e conseguiu abranger cerca de 250 mil estudantes que tiveram acesso ao conteúdo através de várias ferramentas de comunicação”, enfatizou o deputado.

O secretário de Educação da Paraíba, Cláudio Furtado, ressaltou que a Assembleia Legislativa teve uma importante contribuição. “Através da TV Assembleia, conseguimos colocar no ar aulas sete dias por semana e alcançar um público que tinha dificuldades de acesso à internet”, disse o secretário. Pelo menos 150 mil estudantes acompanharam as aulas através da televisão.

O Programa de Ensino à Distância na Paraíba teve início em 18 de abril de 2020 e se estendeu até 17 de janeiro deste ano. Para 2021, a previsão é que as aulas sejam retomadas de forma híbrida a partir da segunda semana de março, com 30% da capacidade de alunos de forma presencial e 70% no formato remoto.

O índice

O Índice de Educação à Distância da FGV analisou os programas das 27 unidades federativas brasileiras e de todas as 26 capitais estaduais, no período de março a outubro do ano passado. A pesquisa observou a data de introdução e a duração dos programas implementados; os meios utilizados para transmitir as aulas; os investimentos feitos para distribuir acesso à internet; as políticas adotadas para garantir a supervisão dos alunos e o tamanho da cobertura dos programas.

Redação com Assessoria