Com intuito de sócioeducar alguns adolescentes privados de liberdade, bolsistas/pesquisadores junto à Universidade Federal da Paraíba (UFPB), firmaram uma parceria com a professora doutora Maria de Fátima Pereira Alberto, do Departamento de Psicologia e do Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social.

Ela também coordena o Núcleo de Pesquisas e Estudos sobre o Desenvolvimento da Infância e Adolescência e propôs a presidência da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente Alice Almeida (Fundac) inserir jovens internos nas unidades socioeducativas em João Pessoa. Eles vão aplicar a pesquisa que pretende analisar “a relação entre o trabalho infantil e o ato infracional”.

Os jovens selecionados como bolsistas são de três unidades. Um do Centro Socioeducativo Edson Mota (CSE), outro do Centro Educacional do Jovem (CEJ) e uma adolescente do Centro de Atendimento Socioeducativo Rita Gadelha (unidade feminina). A pesquisa será aplicada por um ano e cada interno (a) pesquisador receberá uma bolsa no valor de R$100,00. Os jovens pesquisadores terão acompanhamento de professores, alunos de graduação e pós-graduação da UFPB, sob a orientação geral da professora Fátima Alberto. O acompanhamento da execução da pesquisa é da mestra e coordenadora do Eixo Educação da Fundac, Roberta Alencar.

Redação com UFPB

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário