Mesmo em virtude de toda pressão que as universidades federais brasileiras estão enfrentando no atual governo do presidente Jair Bolsonaro, a reitoria da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), rebateu ontem (07) o boato que estaria com os serviços de limpeza suspensos, devido à demissão de funcionários de serviços gerais. Para o prefeito do campus, Mário Araújo Neto isso não procede.

A notícia segundo ele, se espalhou quando a empresa terceirizada, que teve o contrato encerrado, deixou de prestar o serviço na Unidade de Ensino Infantil (UEI) na manhã da última terça-feira, 6. “O que houve foi uma confusão por parte dos funcionários terceirizados que associaram o aviso prévio à demissão, mas as atividades foram retomadas à tarde”, disse o prefeito do campus localizado em Campina Grande.

Mário acrescentou que já está sendo viabilizado um novo processo de licitação e por isso a empresa optou por dar aviso prévio aos funcionários. “Porque como haverá um novo processo e não é certo que a empresa continue conosco, eles deram o aviso aos funcionários, mas os serviços continuam sendo prestados”, enfatizou.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

UFPB está no Top 100 das melhores universidades da América Latina

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) está entre as 100 melhores universidades da América Latina, na classificação do “The Latin America University Rankings 2020”, da revista britânica especializada em avaliação…

Inscrições para o Sisu 2020.2 terminam nesta sexta-feira com quase 5 mil vagas na

Com quase 5 mil vagas disponíveis para o ensino superior na Paraíba, terminam nesta sexta-feira (10) as inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2020.2, As três universidades públicas…