Por pbagora.com.br

Em assembleia realizada nesta sexta-feira (10), os profissionais da Educação de Cabedelo decidiram encerrar a greve que já durava mais de um mês. A decisão foi tomada após o Ministério Público decretar a ilegalidade do movimento.

 

Os profissionais devem voltar as suas funções a partir da próxima segunda-feira (13). O diretor de formação do Sindicato dos Servidores Públicos de Cabedelo, Manoel Vieira, informou que a categoria irpa aguardar as propostas feitas pela Prefeitura mas que caso as promessas não sejam cumpridas, os servidores devem mobilizar-se novamente.

"O prefeito fez várias promessas que não foram postas no papel. Vamos aguardar que ele as cumpra. Caso o que foi dito por ele não se concretize, nós iremos voltar a nos mobilizar para novamente paralisarmos as atividades" revelou Manoel.

 

Ainda de acordo com o diretor, os servidores vão aguardar no mês de junho os estudos do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCR), também o pagamento de gratificação de 100% para os fonoaudiólogos, psicólogos e intérpretes de libras que são concursados e recebem apenas um salário mínimo e a devolução dos dez dias de salário que teriam sido descontados, que conforme ele foram as propostas do prefeito Leto Viana.

 

Redação

Deixe seu Comentário