A UFPB, assim como todas as universidades do país, passou por dificuldades no ano de 2019, sobretudo devido ao bloqueio de cerca de 30% do orçamento. Infelizmente segundo a perspectiva da reitora Margareth Diniz, a previsão orçamentaria para este ano de 2020, não é muito diferente da do ano passado, pois o orçamento será igual no valor de R$ 170 milhões do e segundo Margareth Diniz esses recursos não serão liberados em sua totalidade. Até agora estão garantidos 64% desse total. Segundo a reitora da UFPB, a universidade só tem recursos para pagar os salários dos servidores ativos e inativos até o mês de julho.

O resto do montante aguarda a aprovação do Congresso Nacional para ser repassado. A situação, segundo o MEC, está relacionada à redução de 3,6% da dotação orçamentária da pasta para 2020. Outras universidades federais em todo o país também foram afetadas. “Esse fato é inédito. Trabalho há mais de 30 anos na educação e nunca tinha visto algo do tipo”, comentou a reitora da UFPB, Margareth Diniz. “Todos os anos, o próprio MEC fazia a suplementação orçamentária. Mas este ano fomos surpreendidos com essa novidade”, acrescentou.

A reitora garante, porém, que os alunos não devem se preocupar, porque os auxílios estudantis serão mantidos. “A prioridade é manter a normalidade e o funcionamento dos 16 centros. Agora, a gente vai ver até onde poderemos aguentar”, afirmou. Atualmente a UFPB tem cerca de 35 mil estudantes.

Campeão de patentes – UFPB encerra 2019 no topo das patentes, destaca reitora

https://www.pbagora.com.br/noticia/educacao/ufpb-encerra-2019-no-topo-das-patentes-destaca-reitora-margareth-diniz/

 

Redação

Deixe seu Comentário