Por pbagora.com.br

Os estudantes da Universidade da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), e Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), amanheceram esta quarta-feira (15), sem aula.

É que os professores dessas três instituições resolveram aderir ao Dia Nacional de Paralisação contra o PL 4330/04, que trata sobre a terceirização, projeto de lei que teve texto base aprovado na última quarta-feira (8) na Câmara dos Deputados. Os Câmpus dessas universidades amanheceram vazios e com os portões fechados.
Os professores da Universidade Federal de Campina Grande aprovaram o indicativo de greve ainda sem data definida durante assembleia geral realizada na manhã desta terça-feira (14).

O diretor da Associação dos Docentes da UFCG (Adufcg), Tiago Nunes, informou que a categoria participará junto com diversos sindicatos e entidades ligadas ao movimento popular do ato marcado para as 8h na Praça da Bandeira, no Centro de Campina Grande.

Em relação ao indicativo de greve aprovado nesta terça-feira, Tiago disse que a decisão será levada para o encontro da Andes, o sindicato nacional da categoria, que acontece em Brasília nos próximos dias 25 e 26 deste mês.

Os professores da Universidade Federal da Paraíba também decidiram aderir à paralisação. No caso da UEPB, os professores paralisaram as atividades como forma de pressionar o governo do Estado a encaminhar para a Assembleia Legislativa o projeto de Lei concedendo o reajuste de 8% da categoria conforme proposta aprovada pelo Conselho Universitário da Instituição.

Para marcar o Dia Nacional de Paralisação, nesta quarta-feira, sindicatos de diversas categorias de trabalhadores da Paraíba vão promover um ato público, a partir das 9h, com concentração no Parque Solon de Lucena (Lagoa), no Centro de João Pessoa. A Adufpb (Sindicato dos Professores da UFPB) estará presente à atividade. O ato seguirá em direção à Assembleia Legislativa da Paraíba.

O Sindicato dos Bancários da Paraíba também estará presente nos atos públicos. Segundo o diretor presidente Marcos Henriques, pelo menos na Grande João Pessoa e em Campina, as agências bancárias não funcionarão no período da manhã desta quarta, retornando às atividades normais no turno da tarde, a partir das 12h.

 

PB Agora