Por pbagora.com.br

 A Secretaria de Comunicação Social da Prefeitura Municipal de João Pessoa convida a imprensa para entrevista coletiva nesta quinta-feira (9) às 11h no auditório da Secretaria da Receita Municipal no Centro Administrativo Municipal (CAM) para tratar sobre o posicionamento da PMJP sobre a greve da educação.

Após a realização, nesta quarta (8), de um ato público com centenas de professores da rede municipal de ensino da Capital, no Centro Administrativo Municipal, no bairro de Água Fria, representantes do Sindicato que e do Comando de Greve foram recebidos pelos secretários Adalberto Fulgêncio e Zennedy Bezerra, da Articulação Política e Planejamento, respectivamente.

Após quase duas horas de reunião, pouco avançou nessa retomada de negociação. A Prefeitura manteve a contraproposta de 3% de reajuste salarial e condicionou a discussão dos outros ítens da pauta de reivindicações ao retorno dos grevistas às atividades. Já os representantes da categoria flexibilizaram, reduzindo a proposta inicial de 16% de aumento para o percentual de 13% aplicado pelo MEC sobre o piso salarial dos professores em janeiro passado.

Os professores aguardam ainda a decisão do recurso que foi interposto contra a liminar deferida pela desembargadora Maria das Graças Morais Guedes, que declarou a greve dos professores ilegal em ação movida pela Prefeitura da Capital. Outra decisão dos professores foi encaminhar uma denúncia ao Ministério Público, mostrando a situação de precariedade das escolas da Rede Municipal de Ensino.

Acréscimo simbólico

Atualmente em João Pessoa, sequer é pago o piso salarial para o professor polivalente prestador de serviço, que percebe R$ 1.052,00, bem inferior aos R$ 1.198,61 previstos para uma carga horária de 25 horas.

"O vencimento inicial referência para o piso do magistério é R$ 1.403,70 e com o reajuste oferecido de 3% iria para R$ 1.445,90, o que representaria um acréscimo de apenas R$ 42,11", esclareceu.

 

Daniel afirmou ainda que a remuneração, que é de R$ 1.824,92, passaria dos atuais R$ 1.824,92 para R$ 1.879,67, num aumento de R$ 54,75.

Secom JP

Deixe seu Comentário