A importância de uma boa alimentação no resultado de uma prova voltou a ser destacado pelo nutricionista Nelson Justino, professor do curso de Nutrição e Educação Física do Centro Universitário de João Pessoa (Unipê). Ele alerta que fazer jejum antes, por exemplo, da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) pode desenvolver uma situação de hipoglicemia na hora da prova, ocasionando sonolência, cansaço e desconcentração.

Faltando apenas três dias para a primeira prova do Enem 2019 que será aplicada no próximo domingo (3), o especialista orienta os estudantes a manter uma alimentação correta, antes e durante a prova, pois alerta que o mesmo terá uma maior probabilidade em ter sua performance potencializada no Enem.

“Não deixem de se alimentar mesmo com o nervosismo porque pode atrapalhar o rendimento do candidato. Como todos sabem, as provas do Enem são verdadeiras maratonas que exigem muita energia mental”, afirmou Nelson.

Detalhes da prova: No primeiro dia, 3 de novembro, serão realizados as provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação, Ciências Humanas e Suas Tecnologias. Já no dia 10 de novembro serão aplicados os exames de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas tecnologias.

A duração da prova será de 5h30, no entanto, os candidatos podem sair do local de provas, sem o caderno de questões, duas horas após o início, às 15h30. O candidato só poderá obter o cartão de provas a partir das 18h30. O fechamento dos portões acontece às 13h e o início às 13h30. O gabarito oficial sai dia 13 de novembro.

 

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Twitter lança um guia sobre alfabetização midiática para os educadores com apoio da Unesco

O guia Ensinar e Aprender com o Twitter foi lançado em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). O documento tem…

Socioeducando do CEJ é premiado em dois concursos em menos de um mês

O estímulo à leitura e escrita nas unidades socioeducativas da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente “Alice de Almeida” (Fundac) vem gerando bons frutos no processo de ressocialização de…