Por pbagora.com.br

O ministro da Educação, Fernando Haddad, deve anunciar hoje, em reunião com reitores das universidades federais, que o novo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será aplicado já neste ano, independentemente do número de instituições dispostas a substituir o vestibular pelo teste. Ontem, o ministro contabilizava a adesão de pelo menos 35 das 55 universidades federais à proposta de que o novo Enem passe a selecionar candidatos em todo o país.

Com o novo Enem, o Ministério da Educação (MEC) deseja que qualquer estudante brasileiro faça a prova e, de acordo com sua nota, tenha direito a uma vaga em universidades federais de todos os estados. Hoje, em geral, os vestibulares selecionam candidatos a uma única instituição. O novo modelo é inspirado no SAT (Scholastic Assessment Test), teste realizado nos Estados Unidos.

A exemplo do que ocorre no vestibular, o sistema valerá para quem concluiu o ensino médio em anos anteriores. Mas, como as universidades têm autonomia para decidir as regras para seleção de calouros, o MEC não pode impor o novo modelo, dependendo assim da adesão das instituições.

Disposto a convencer reitores, Haddad vai hoje à sede da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), em Brasília. O evento termina amanhã e reunirá os 59 dirigentes de universidades e institutos federais de educação tecnológica vinculados à Andife.

O Globo

Deixe seu Comentário