Por pbagora.com.br
Foto: Agência Educa Mais Brasil

Serão ofertadas cerca de 405 vagas em oito hospitais universitários federais e um hospital militar

O Ministério da Educação (MEC), em parceria com a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), está com processo seletivo aberto para o Enare, sigla de Exame Nacional de Residência Ebserh, que visa ocupar cerca de 405 vagas das quais 304 são para 41 especialidades na área de Residência Médica. Os selecionados deverão atuar em residências médicas, multi e uniprofissionais.

Até então, os próprios hospitais eram responsáveis por seus processos seletivos. “Isso gerava algumas dificuldades para as instituições como critérios, etapas, datas e notas de corte diversas, risco maior de vagas ociosas, onerava e tornava os processos mais complexos, dentre outros”, esclareceu o ministro da Educação, Milton Ribeiro, em nota.

Ainda de acordo com o ministro, com o Enare as universidades federais passam a ter menor possibilidade de vagas ociosas, eliminação da carga burocrática da realização, manutenção do controle programático e definições técnicas, eliminação de custos e a ampliação da qualificação da seleção.

Para a Residência Uniprofissional foram disponibilizadas oito vagas, entre enfermeiros e físicos médicos. A Residência Multiprofissional dispõe de 93 vagas, que incluem enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, odontólogos, nutricionistas e profissionais de Educação Física.

As inscrições poderão ser feitas a partir do dia 23 deste mês, de forma on-line, no endereço https://enare.ebserh.gov.br/. As provas serão realizadas em todas as capitais brasileiras e nas cidades de Araguaína (TO), São Carlos (SP) e Lagarto (SE).

Nesta primeira edição do exame, os selecionados atuarão nos hospitais de Campo Grande (Humap-UFMS/Ebserh), Teresina (HU-UFPI/Ebserh), Salvador (Hupes-UFBA/Ebserh), Aracaju (HU-UFS/Ebserh), Lagarto (HUL-UFS/Ebserh), Manaus (HUGV-Ufam/Ebserh), Araguaína (HDT-UFT/Ebserh), São Carlos (HU-UFSCar/Ebserh) e Hospital da Força Aérea Brasileira (HFAB).

 

*Com informações do MEC
Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

MEC revoga portaria que obrigava volta das aulas presenciais em janeiro

O Ministério da Educação (MEC) decidiu revogar a portaria que pedia que as universidades federais e particulares retornassem com aulas presenciais a partir de 4 de janeiro. A repercussão negativa…

“A gente respeita a gravidade do coronavírus”, diz diretora que teve permissão para voltar às aulas presenciais

A Justiça da Paraíba autorizou, em caráter liminar de urgência, que mais uma escola particular de João Pessoa volte às aulas presenciais. A autorização, da juíza Aylzia Fabiana Borges Carrilho,…