Por pbagora.com.br

O Governador João Azevedo (Cidadania), anunciou na manhã desta segunda-feira (05), que vai sentar com todos os segmentos da economia paraibana, bem como, com representantes do setor de educação, para debater a melhor forma da retomada das atividades na Paraíba, bem como, definir como será o processo de retomada das aulas na próxima segunda-feira.

A reunião conforme enfatizou o governador, será realizada por videoconferência com a participação dos sindicatos e associações dos professores e trabalhadores das redes públicas e privadas, sindicatos patronais, representantes das universidades públicas e privadas e representação de pais de alunos, com o objetivo de discutir o funcionamento das aulas a partir do dia 12 de abril.

A reabertura, conforme enfatizou o governador, será gradativa e obedecendo todos os protocolos de segurança para evitar o contágio do novo coronavírus.
Segundo o governo, as atividades serão retomadas de forma segura e controlada devido à avaliação de dados que apontam para um declínio gradativo da pressão no sistema de saúde nas próximas semanas.

O novo decreto do Estado, que começa a valer a partir desta segunda-feira (05),  manteve as aulas dos níveis superior, médio, fundamental e infantil exclusivamente de forma remota, ficando vedada a realização de aulas presenciais.

“É importante essa reunião. Porque não basta simplesmente, estar ou não estar no decreto. É preciso que as estruturas físicas, as estruturas pedagógicas estejam preparadas para esse novo momento.” afirmou.

O governador enfatizou que o Governo do Estado não está com o novo decreto, suspendendo de forma definitiva as aulas, mas abrindo um debate, e solicitando que os segmentos da educação, assumam com o governo, o compromisso para a retomada das aulas em um ambiente seguro para professores, alunos e servidores.

Em relação às medidas para combater a pandemia, o governador garantiu que o Estado vai continuar  investindo na abertura de novos leitos para tratamento da doença. Ele reafirmou que o Hospital de Trauma de João Pessoa, está passando por uma adaptação, o que permitirá a abertura de pelo menos mais 40 leitos.

“O Programa para infraestrutura da saúde continua acontecendo. Nós vamos continuar abrindo leitos, onde for possível “, disse.

O governador ressaltou que graças a essas medidas, a Paraíba conseguiu zerar  praticamente fila de pacientes a espera de leitos na Unidade Terapia Intensiva (UTI), para o tratamento da Covid-19.

SL
PB Agora