Por pbagora.com.br

As minutas que normatizam as atividades acadêmicas não presenciais seguem agora para apreciação do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão e do Conselho Superior do IFPB

 

O Comitê do IFPB responsável pelo enfrentamento da disseminação e combate à Covid-19 reuniu-se por videoconferência nesta terça-feira (21) e aprovou o prosseguimento do trâmite das minutas que disciplinam o início das atividades acadêmicas não presenciais no IFPB, como também deliberou sobre as providências relativas à inclusão digital dos estudantes.

Inicialmente, o Reitor Nicácio Lopes expôs o cenário atual da pandemia da Covid-19, ressaltando que não há, no momento, perspectiva de retorno às atividades acadêmicas presenciais, em função do atual estágio da Covid-19 no País. Dessa forma, o IFPB reuniu-se com vários setores da comunidade acadêmica para regulamentar as atividades não presenciais e elaborou minutas apreciadas primeiramente pelo Colégio de Dirigentes do IFPB, que recomendou sua aprovação ao Consuper.

De acordo com o Reitor Nicácio, depois da aprovação do Comitê de Crise, as minutas serão encaminhadas ao Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE), que verificará a sua conformidade técnica e as encaminhará ao Conselho Superior, que deliberará com vistas à sua homologação e implementação.

O Diretor de Educação Profissional, Degmar dos Anjos, apresentou o plano de seis fases que foi negociado com a comunidade acadêmica para retorno das atividades acadêmicas no IFPB e deixou claro que a passagem das seis fases estará condicionada às realidades epidemiológicas adequadas em cada momento e local.

A Pró-Reitora de Ensino Mary Roberta ressaltou o intenso trabalho da equipe da PRE com as reuniões dos vários segmentos envolvidos para a culminar com a elaboração das minutas e destacou também a segunda minuta com as normas que regulamentarão o retorno das atividades acadêmicas.

A professora Zuila Kelly da Costa Couto Fernandes de Araújo, do SINTEF-PB, fez algumas considerações sobre o processo, destacando que há mais concordâncias do que discordâncias com o plano apresentado e que tem buscado as melhores soluções negociadas para a retomada gradual das atividades.

O Pró-Reitor de Assuntos Estudantis, Manoel Pereira de Macedo Neto, apresentou como estão sendo elaborados os editais para a inclusão digital dos estudantes. De acordo com o professor Macedo, a acessibilidade dos estudantes à internet é fundamental e o IFPB pretende garantir a participação de todos nessas atividades. Os editais estão sendo publicados nos 21 campi tratando dos auxílios para a conectividade dos estudantes, que visam a atender até 5.419 estudantes, com aporte de recursos previsto de R$ 1,6 milhão de reais.

Finalmente, o Comitê de Crise aprovou ainda o retorno das obras de engenharia do IFPB, seguindo o protocolo recomendado pelo Sinduscon e por decreto do Governo do Estado da Paraíba.

O Reitor Nicácio agradeceu a participação de todos e desejou que possamos retornar à normalidade no menor espaço de tempo possível, destacando que elegeu a vida humana e a saúde das pessoas como premissas básicas que continuarão norteando todas as decisões institucionais do IFPB.

 

DGCOM do IFPB

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

EAD facilita acesso à educação superior; matrículas cresceram 145%

Flexibilidade para estudar quando e onde quiser, economia com material didático e transporte, e mensalidades mais baixas são algumas das vantagens já conhecidas dos cursos a distância. Porém, nem sempre…

“Aula presencial só ocorrerá o ano que vem”, assegura reitora da UFPB

A reitora da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) Margareth Diniz, em entrevista a imprensa revelou que as aulas de forma presencial na universidade só devem ocorrer no próximo ano.  A…