Por pbagora.com.br

Em reunião extraordinária, realizada de forma remota, na tarde desta segunda-feira (3), o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), aprovou o calendário acadêmico específico para o semestre 2021.1 da Instituição. A reunião realizada por videoconferência e transmitida ao vivo pelo YouTube no canal Rede UEPB, foi presidida pela reitora Célia Regina Diniz.

A proposta, encaminhada pela Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD), e relatada pelo conselheiro Juarez Nogueira, contempla aulas síncronas e assíncronas, formação pedagógica, matrículas on-line, trancamento de matrículas, reajuste, dispensa, mudança de turno, reingresso, transferências, avaliações e reposições, colação de grau, prazos para registros das atividades docentes.

O calendário aprovado por maioria prevê o início das aulas do período 2021.1 no dia 5 de julho, com término no dia 15 de outubro. A proposta aprovada assegura 79 dias letivos, quatro a mais que o semestre anterior. Já o calendário para o semestre 2020.2 que teve início no dia 1º de março, se encaminha para o término em 9 de junho. Segundo o documento, os feriados municipais, em conformidade com o Calendário Administrativo da UEPB serão dias não letivos para os Cursos dos câmpus dos respectivos municípios.

Pela proposta aprovada pelo Consepe, o período de matrícula on-line para os alunos veteranos acontece entre os dias 21 e 26 de junho. Já o período de reajuste de matrícula será de 28 de junho a 9 de julho. O período de trancamento de curso será de 5 a 31 de julho, enquanto a Colação de Grau está prevista para acontecer em 12 de novembro. Em seu parecer, o professor Juarez Nogueira destacou que a proposta do calendário 2021.1 traduz o esforço administrativo e acadêmico para dar continuidade às atividades de ensino na UEPB durante a pandemia do novo Coronavírus.

O conselheiro ainda observou que mesmo no cenário adverso da pandemia da Covid-19, a UEPB manteve as atividades administrativas e de ensino, pesquisa e extensão desde o semestre letivo 2020.1, através de atividades não presenciais. O professor enfatizou que no que se refere ao ensino, está em curso o calendário acadêmico 2020.2, com oferta de componentes curriculares, projetos de ensino, pesquisa e extensão, objetivando, dentre outros motivos, manter o vínculo entre alunos e professores. “Estão previstas as atividades essenciais para efetivação do período letivo”, destacou o professor Juarez.

O pró-reitor de Graduação da UEPB, professor Eli Brandão, explicou que a PROGRAD procurou fazer ajustes nos semestres letivos semestres, a exemplo do que todas as universidades públicas do Brasil estão fazendo, sem que com isso gerasse prejuízos aos estudantes. Ao mesmo tempo, a proposta prevê a compactação com o período de recesso em sintonia com o calendário administrativo.

O professor Eli ainda observou que o plano da PROGRAD é colocar o calendário acadêmico da UEPB em sintonia com o calendário civil em 2022, destacando que o esforço para as adequações dos semestres serão realizados sem prejuízos para a realização da carga horária integral, uma vez que a Pró-Reitoria antecipou todos os processos seletivos para reingresso dos estudantes na Instituição.

Assessoria

Notícias relacionadas

UFPB oferece 100 bolsas para interiorizar ações de extensão

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB), por meio da Pró-reitoria de Extensão (Proex), divulgou nesta sexta-feira (14) o edital do programa UFPB no seu município, com abertura de inscrições para seleção de…