Em reunião ordinária realizada nesta sexta-feira, 1º de dezembro, no Auditório da Biblioteca Central, no Câmpus de Bodocongó, em Campina Grande, o Conselho Universitário (Consuni) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) aprovou por unanimidade a proposta de escolha dos paraninfos das turmas concluintes do período letivo 2017/1 dos câmpus I, II, III, IV, V, VI, VII e VIII da Instituição. A reunião foi presidida pelo reitor Rangel Junior e acompanhada pelo vice-reitor Flávio Romero Guimarães.

Os nomes aprovados como paraninfos das turnas dos oito Câmpus da UEPB foram encaminhados pelos próprios departamentos e direções de centros após consulta a comunidade universitária. A paraninfa geral do Câmpus de Campina Grande será a professora Maura Pires Ramos. Formada pela antiga Universidade Regional do Nordeste (Urne), transformada em UEPB, a docente foi a criadora da Escola Pequeno Príncipe, tendo sido autora de um histórico e revolucionário projeto pedagógico desenvolvido em Campina Grande nos anos 70. Ela também foi perseguida e torturada durante a Ditadura Militar.

O reitor Rangel Junior justificou a escolha pela paraninfa do Câmpus I observando que, nos últimos anos, a UEPB estabeleceu um padrão que contempla uma professora ou professor da comunidade universitária em um semestre e, no outro, opta por uma pessoa fora da Universidade mas identificado com a cultura, a educação ou as artes. A cerimônia de Colação de Grau em Campina Grande será realizada no dia 23 de dezembro, no Ginásio de Esportes do Departamento de Educação Física, em Bodocongó. O Câmpus I envolve os cursos do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA), Centro de Ciências e Tecnologia (CCT), Centro de Educação (CEDUC), Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) e Centro de Ciências Jurídicas (CCJ).

Já as turmas concluintes do Centro de Ciências Agrárias e Ambientais (CCAA), no Câmpus de Lagoa Seca, terão como paraninfo geral o senhor Pedro Dantas Fernandes. O Centro de Humanidades, no Câmpus de Guarabira, terá como paraninfa,a senhora Lutelcia de Paiva Teixeira Fernandes. O Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA), no Câmpus de Catolé do Rocha, terá como paraninfa a professora Vaneide Lima Silva, eleita recentemente diretora do Centro. Por sua vez, o Centro de Ciências Biológicas e Sociais Aplicadas (CCBSA), Câmpus de João Pessoa, terá como paraninfo o professor Ênio Wocyli Dantas.

No Centro de Ciências Humanas e Exatas (CCHE), Câmpus de Monteiro, a escolhida como paraninfo geral foi a professora Ana Emília Victor Barbosa Coutinho. No Centro de Ciências Exatas e Sociais Aplicadas (CCEA) Câmpus de Patos, o paraninfo será o professor Arlandson Matheus Silva Oliveira. Já o Centro de Ciências, Tecnologia e Saúde (CCTS), no Câmpus de Araruna, terá como paraninfo geral o professor Marinaldo dos Santos Júnior.

Outras resoluções

O Consuni também aprovou a proposta de criação do Programa de Incubação de Empresas da UEPB, que visa estimular o empreendedorismo na Universidade. O programa deve funcionar em consonância com o Plano Institucional de Inovação da Instituição. Também foi aprovada a proposta de criação da Política de Inovação da UEPB, que segue as determinações da legislação nacional e está em sintonia com o que prevê a Constituição Federal. A professora Jacqueline Echeveria, relatora da proposta, ressaltou que a inovação se faz importante para ampliar as iniciativas voltadas ao desenvolvimento científico, não sendo um privilégio dos cursos de pós-graduação e devendo envolver os cursos de graduação.

O reitor Rangel Junior destacou que a UEPB tem travado algumas discussões no sentido de oferecer na Instituição não apenas suportes a iniciativas empreendedoras, mas também alternativas de formação e qualificação para os estudantes que, ao longo da graduação, demonstrem interesse ou vocação para empreendedorismo. O incentivo às empresas juniores, por meio da Agência de Inovação Tecnológica (INOVATEC/UEPB),  faz parte dessa política.

Rangel destacou que, mais do que garantir a formação do estudante, a UEPB pode ir além de sua missão, oferecendo suporte ao futuro profissional na sua vida pós Universidade. “Isso é importante e nós temos algumas reflexões sobre isso. Devemos encaminhar algumas propostas em um futuro breve”, observou.

Redação com assessoria

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Weintraub diz que recursos de universidades podem ser liberados

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse hoje (16) que o cenário indica a possibilidade de que os recursos contingenciados das universidades podem ser desbloqueados a partir de setembro. De…