Dentro da proposta de incentivar a coleta seletiva, bem como evitar acúmulo de materiais com potencial de se tornarem foco do Aedes Aegypti, o projeto de extensão Zikamob, da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), realiza, a partir desta segunda-feira (29), o cadastramento de catadores de materiais recicláveis e carroceiros de Campina Grande no aplicativo Cataki.

Este aplicativo permite que qualquer pessoa faça contato direto com os catadores por telefone para combinar um local, data e horário para deixar o material reciclável. Essa tecnologia tem sido utilizada em várias cidades do país e tem contribuído para aumentar a quantidade de material reciclável e melhorar a qualidade de vida dos catadores, já que eles podem reciclar mais material quando ele já se encontra separado.

O cadastramento será realizado das 7h30 às 11h, no Centro Artístico Cultural da UEPB, localizado na Avenida Getúlio Vargas, 44, no Centro de Campina Grande. O Cataki foi desenvolvido pela organização não-governamental (ONG) Pimp My Carroça. No Brasil, apenas 13% dos resíduos sólidos urbanos são reciclados. Por essa razão, grande parte desse material, como sacos plásticos, garrafas pets, dentre outros, acaba sendo descartada inadequadamente e serve como criadouros de mosquitos transmissores de doenças, como a dengue.

A equipe do Zikamob fez uma parceria com a equipe do Cataki para divulgar o aplicativo para todos os estudantes da rede de Ensino Médio de Campina Grande, o que acontecerá de maio até agosto de 2019. Entretanto, para que a população possa de fato ter contato direto com os catadores e carroceiros, eles precisam estar cadastrados no aplicativo.

Segundo a professora Silvana Santos, coordenadora do projeto, todos podem separar o material reciclável para doar aos catadores e isto pode melhorar muito a vida deles. “Temos de reconhecer o importante papel que essas pessoas desempenham, já que é graças ao trabalho delas que parte do lixo é aproveitado e não vira criadouro de mosquito. A separação de material reciclável e a doação para os catadores é um ato de cidadania e solidariedade e todos nós podemos fazer. Menos lixo, menos bicho, menos zika”, destaca a docente.

Outras informações sobre esta iniciativa podem ser obtidas pelo telefone (83) 9 9826-8889, com a professora Silvana Santos.

assessoria

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Weintraub diz que recursos de universidades podem ser liberados

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse hoje (16) que o cenário indica a possibilidade de que os recursos contingenciados das universidades podem ser desbloqueados a partir de setembro. De…