Por pbagora.com.br

A montadora mais importante da Europa, a alemã Volkswagen, conseguiu manter-se no positivo no primeiro semestre do ano, apesar da significativa queda de 81% de seus lucros líquidos, que ficaram em 494 milhões de euros (US$ 695 milhões). No mesmo período do ano anterior, a empresa obteve lucro líquido de 2,6 bilhões de euros (US$ 3,65 bilhões).

No primeiro semetre, o lucro líquido caiu para 494 milhões de euros, ou seja, um pouco mais baixo que os 524 milhões que prognosticavam os analistas consultados pela Dow Jones Newswires.

 

Quanto ao volume de negócios, retrocedeu 9% nos seis primeiros meses do ano, a 51,2 bilhões de euros, pela diminuição limitada de suas vendas. No primeiro semetre, o construtor alemão entregou 3,1 milhões de veículos, ou seja, uma queda de 5% interanual. No mesmo período de 2008, as vendas somaram 3,31 milhões de veículos pelo mundo.

Desta maneira, a Volkswagen manteve suas previsões para o conjunto do ano de uma diminuição de seus lucros, mas não antecipou cifras, e de seu volume de negócios em relação a 2008, segundo um comunicado.

 

A Volkswagen é um dos fabricantes automobilísticos que mais se beneficiou do subsídio de desmantelamento concedido pelo Governo alemão para impulsionar as vendas de veículos novos e que teve grande aceitação entre a população.

O governo alemão oferece 2,5 mil euros (US$ 3,2 mil) para os que trocarem o automóvel antigo por um novo ou de um ano de idade. O presidente da Volkswagen, Martin Winterkorn, disse que o comportamento da companhia neste ano mostra que "estamos equipados da melhor maneira com nosso modelo de várias marcas no consórcio".

 

 

 

G1