A Paraíba o tempo todo  |

Trabalhadores fecham acordo com GM em São José

 Os metalúrgicos do primeiro turno da unidade de produção do Classic da General Motors (GM) em São José dos Campos (SP) aprovaram, em assembleia na madrugada desta segunda-feira, a proposta para evitar quase 1.600 demissões na planta do complexo industrial da cidade paulista. Uma nova assembleia com os trabalhadores do turno da tarde deve ratificar o acordo, segundo informações do sindicato dos metalúrgicos.

Pela proposta, a produção do veículo e os empregos de 750 dos trabalhadores da linha de montagem foram garantidos até dezembro. A suspensão dos contratos de trabalho (lay off) de 800 trabalhadores, que terminaria no sábado, dia 26, foi mantida por mais dois meses. Após esse período, se a empresa demitir terá que pagar multa de três salários e se o trabalhador optar sair receberá cinco salários, além dos direitos trabalhistas.

Além disso, houve a flexibilização na jornada de trabalho dos metalúrgicos e nos salários de novos operários. Já a GM prometeu investimentos de R$ 500 milhões nas unidades de motores e transmissões, de produção da Nova S10 e da Trailblazer e de estamparia, até 2017, no complexo industrial de São José dos Campos.

Estadão

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe