Por pbagora.com.br

  Os donos de pequenos negócios interessados em comercializar seus produtos no Rodo Shopping Paraíba, no distrito do Cajá, devem apresentar suas propostas até a próxima quinta-feira (12) para participar da seleção. O empreendimento fica às margens da BR-230, no município de Caldas Brandão, entre João Pessoa e Campina Grande, e irá comportar 37 negócios que priorizem as potencialidades econômicas do Estado.

A seleção está sendo feita pelo Governo do Estado e o Sebrae Paraíba, através de edital publicado no último dia 7 de setembro, em segunda chamada. A apresentação das propostas deve ser feita no dia 12, mas é preciso que o comerciante faça também a visita técnica ao empreendimento, no dia 11 (quarta-feira).
Em primeira chamada, realizada em agosto deste ano, já foram selecionados 14 comerciantes. Os demais 23 boxes serão escolhidos nesta segunda chamada, para totalizar os 37 comerciantes. Após a seleção, os contratos devem ser assinados até o dia 23 de setembro. Em seguida, os comerciantes ocuparão os boxes, receberão treinamento do Sebrae e o empreendimento deverá estar em pleno funcionamento até o final do ano.

O Rodo Shopping contará com lojas distribuídas em um mix elaborado a partir da diversidade de segmentos do comércio e serviços paraibanos, capazes de atrair o cliente que circula entre o litoral e o interior. “Serão contemplados os arranjos produtivos do estado, não apenas da área de alimentação. O empreendimento tem um conceito de shopping, de um centro de comercialização, inclusive com amplo estacionamento. As lojas serão de gastronomia regional, artesanato, calçados, confecções e serviços. A vocação local será contemplada e evidenciada”, ressaltou o gerente do Sebrae em João Pessoa, Edilson Azevedo.

Para a ocupação das lojas, serão selecionados pequenos negócios, associações e cooperativas de produtores, centrais e redes de negócios empresariais. Os candidatos terão que obedecer às disposições do edital. “Fizemos contatos com os comerciantes locais, assim como com o pessoal de associações e arranjos produtivos do Estado, como os produtores de leite, calçados, doce, artesanato, carnes e derivados, etc. Após a seleção e instalação desses comerciantes, o Sebrae oferecerá ainda capacitações e a formalização daqueles que não estiverem legalizadas, bem como o apoio financeiro do Governo do Estado, através do Empreender Paraíba”, destacou o assessor da diretoria do Sebrae, Marcelo Guimarães.



Ascom

Notícias relacionadas

Especialistas explicam quais são as vantagens do consórcio para compra de imóvel

Se você deseja ter a casa própria, assim como milhares de brasileiros, já deve ter pesquisado sobre algumas formas de realizar essa aquisição. Para explicar as vantagens desta mobilidade de…