Por pbagora.com.br

O coordenador do Sine Municipal, André Leite Toledo, acaba de receber o relatório da equipe técnica do Sistema Público Municipal de Emprego, Trabalho e Renda, com os números de atendimentos realizados no setor de Seguro-Desemprego. De janeiro até o último dia 13 de julho, deste ano, 3.686 trabalhadores perderam os empregos e deram entrada no benefício.

Segundo a técnica Elizângela Costa dos Santos, sobre esse relatório o Sine Municipal registrou os seguintes números: janeiro, 312; fevereiro, 274; março, 205; abril, 621; maio, 1.316; junho, 717; e nos 13 primeiros dias de julho, 241, totalizando 3.686 trabalhadores desempregados.

O Seguro-Desemprego, um dos mais importantes direitos dos trabalhadores brasileiros, é um benefício que oferece auxílio em dinheiro por um período determinado. Ele é pago em três até cinco parcelas, de forma contínua ou alternada, sendo calculado conforme o tempo trabalhado.

O trabalhador solicita o benefício nas Superintendências Regionais do Trabalho e Emprego (SRTE), no SINE – Sistema Nacional de Emprego ou outros postos credenciados pelo Ministério da Economia.

No setor de Seguro-Desemprego do Sine Municipal, o atendimento é realizado da segunda até à sexta-feira, das 8h ao meio-dia. Por meio do telefone 3343-1486 o trabalhador pode ter acesso à consulta de vagas e de informações.

O atendimento presencial, por conta da pandemia do novo coronavírus, obedece todas às normas de segurança e proteção. Na entrada, um servidor, usando equipamentos de proteção individual, oferece álcool em gel para a higienização das mãos e orienta sobre a necessidade de distanciamento entre as pessoas.

Tem direito ao Seguro-Desemprego:

Trabalhador formal e doméstico, em virtude da dispensa sem justa causa, inclusive dispensa indireta;

Trabalhador formal com contrato de trabalho suspenso em virtude de participação em curso ou programa de qualificação profissional oferecido pelo empregador;

Pescador profissional durante o período do defeso;

Trabalhador resgatado da condição semelhante à de escravo.

Redação com Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Covid-19: STF reconhece novo Coronavírus como acidente de trabalho

O Supremo Tribunal Federal decidiu em liminar que o fato de o trabalhador ser contaminado por Covid-19 é considerado como doença ocupacional, o que, por sua vez, equipara-se a acidente…