A Paraíba o tempo todo  |

Preços do gás de cozinha varia R$ 5 e da água mineral 33,56% em CG

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Os preços do gás de cozinha 13 kg e do garrafão de água mineral de 20 litros apresentaram uma variação de até 7,69% e 33,56% no mês de agosto, é o que aponta a pesquisa de preços divulgada nesta quinta-feira, 30, pelo Procon de Campina Grande. O levantamento referente foi realizado pelo órgão em 28 estabelecimentos comerciais da cidade, no último dia 24.

Com uma média de preços de R$ 68,85 no mês, o botijão de gás de cozinha pode ser encontrado em apenas dois valores nos estabelecimentos pesquisados, aos preços de R$ 65,00 e R$ 70,00. De acordo com o relatório, o consumidor que pesquisa antes de comprar pode economizar até 5 reais. 

Já a água mineral, de acordo com a marca, o produto pode ser encontrado ao preço mínimo de R$ 4,99 e máximo de R$ 10,00. Segundo a pesquisa, a Indaiá apresentou o maior preço, com valores variando entre R$ 7,99 e R$ 10,00. O consumidor pode economizar até R$ 2,01 na hora da compra. Já a água Santa Vitória pode ser adquirida aos valores de R$ 4,99 e R$ 6,00. O consumidor pode economizar até R$ 1,01 na aquisição. Mas a marca Sublime foi a que apresentou a maior variação de preços 33,56%, com preço médio de R$ 6,96 o produto pode ser encontrado numa variação de preços entre R$ 5,99 e R$ 8,00. O consumidor atento pode economizar até R$ 2,01 na compra de cada galão.

O coordenador executivo do Procon de Campina Grande, Rivaldo Rodrigues alerta que além da pesquisa de preços, o consumidor deve ficar atento ao estado dos produtos, para não incorrer na máxima “o barato que sai caro” e dá dicas para cada item:

“Com relação ao gás, não aceite botijão enferrujado, com amassamentos acentuados, alça solta ou a base danificada e verifique se há identificação da companhia de gás no botijão.

Já o garrafão de água mineral, o comprador tem que observar em primeiro lugar a data de validade do vasilhame, onde o mesmo está armazenado para venda, pois água mineral exposta ao sol e próxima de chapas e fornos tem sua qualidade comprometida. Outra restrição para qual o consumidor precisa estar atento, é a proximidade do produto com mercadorias que possuem odores acentuados, como os itens de higiene e limpeza. A embalagem plástica é frágil e poderá absorver substâncias capazes de contaminar a água que, em condições próprias para o consumo, é sem cheiro, límpida, incolor e sem gosto. Também é importante observar se existem resíduos e sujeira no interior do garrafão, lacre intacto, não pode ter fissuras e apresentar vazamentos. Por isso, bebidas em promoção exigem mais cuidado por parte do comprador”, alerta Rivaldo Rodrigues.

PB Agora

Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe