A partir de hoje (15) começa o plano de flexibilização das atividades econômicas e sociais na capital paraibana. Serviços considerados não essenciais que estavam suspensos desde 15 de março podem reabrir obedecendo as medidas de segurança ainda por conta do alto índice de infecção da pelo novo coronavírus.

O plano será realizado em diferentes datas e etapas. De modo geral, havendo cumprimento das regras e condições existe a possibilidade do afrouxamento de novos serviços. Caso contrário, o desrespeito pode acarretar em um novo fechamento.

Os municípios paraibanos vão receber classificação por cores que devem estabelecer o nível da flexibilização. Saiba mais

Nesta segunda- retornam os seguintes setores:

  • serviços essenciais seguem funcionando;
  • comércio atacadista (para abastecimento);
  • lojas de materiais de construção funcionando com delivery e drive thru;
  • alimentação em bares segue no formato de delivery e drive thru;
  • construção civil – a partir de novos protocolos – passa a funcionar com 100%;
  • concessionárias, revendas e locadoras de veículos passam a funcionar com 100%;
  • salões de beleza, centros de estética e barbearias com hora marcada;
  • estabelecimento de varejo por delivery e drive thru (abertura física egue fechada);
  • shoppings e centro comerciais seguem fechados (funcionamento de lojas e afins autorizado por delivery e drive thru);
  • atividades religiosas com 30% da capacidade das igrejas.

Seguem totalmente fechados:

 

  • transporte público
  • esporte profissional
  • escritórios
  • serviço público não essencial
  • praias, praças e parques
  • ferias livres e ambulantes
  • academias de ginástica
  • museus, cinemas e teatros
  • atividades de educação presenciais

Após o período de 15 dias, uma avaliação será feita sobre os resultados do afrouxamento. Caso o entendimento seja positivo, deve haver mais flexibilização (uma segunda fase). O mesmo deve acontecer após o mesmo período (quando pode haver a terceira fase).

Redação

Deixe seu Comentário