A Paraíba o tempo todo  |

Perdigão e Sadia estão perto de acerto para fusão

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

As negociações para a fusão da Sadia com a Perdigão devem ser concluídas nos próximos dias, dizem pessoas próximas às empresas. Retomadas em meados de abril, as conversações intensificaram-se nas últimas semanas e têm grandes chances de chegarem a termo ainda nesta semana.

Procurada, a Sadia informou que não comentaria o assunto e a Perdigão, que está em período de silêncio pela proximidade da divulgação dos resultados.

Na próxima quinta-feira, tanto a Sadia quanto a Perdigão divulgam seus balanços relativos ao primeiro trimestre do ano. A Sadia realizará ainda uma reunião de conselho de administração no mesmo dia.

O mercado espera, conforme já noticiado, que o negócio não envolva aporte de dinheiro por parte da Perdigão, mas apenas troca de ações. A expectativa é que o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) capitalize a empresa formada pela união de Sadia e Perdigão.

No ano passado, a Sadia perdeu R$ 2,6 bilhões em derivativos cambiais (operações financeiras atreladas ao dólar) e, por isso, foi obrigada a colocar diversos ativos não operacionais à venda, bem como algumas de suas unidades consideradas não estratégicas.

A empresa tem até o meio do ano para se capitalizar e honrar os pagamentos com os bancos credores.
Caso a fusão venha a ocorrer, será criada a maior empresa produtora de proteína animal do mundo. Somados, os faturamentos das duas empresas superam os R$ 22 bilhões.

Com o negócio, os ganhos estimados em sinergia são da ordem de R$ 2,2 bilhões, segundo a corretora Brascan. Já a Central do Investidor afirma que o valor de mercado da nova empresa chegaria a R$ 11,8 bilhões.

Folha Online

O negócio precisará ser aprovado pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica.

 

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe