Por conta da pandemia do coronavírus e da baixa arrecadação, a maioria das prefeituras paraibanas não conseguirão antecipar o pagamento da primeira parcela do do 13º salário aos servidores públicos. A expectativa é que apenas 10% das gestões consigam arcar com o compromisso, ou seja, dos 223 municípios paraibanos, apenas 22 deverão arcar com o pagamento.

A informação foi confirmada pelo presidente da Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) e prefeito do município de Sobrado, George Coelho (PSB), a dificuldade enfrentada este ano pelos municípios é muito grande, ainda mais por conta da paralisação das atividades econômicas.

“Algumas prefeituras faziam o pagamento aos seus servidores no meio do ano, mas diante desse processo, em muitos municípios a arrecadação caiu muito, como também houve a queda no repasse do Fundo de Participação dos Municípios e muitos prefeitos não vão poder fazer a complementação do décimo terceiro salário”, disse.

O presidente ressaltou ainda que por outro lado sabe das responsabilidades dos gestores nesse momento de ter a cautela para poder continuar fazendo com que o pagamento da folha de pessoas continue em dia.

“A gente sabe que quase 60% dos municípios faziam todo ano o adiantamento de metade do décimo terceiro, mas este ano, menos de 10% das prefeituras farão esse pagamento”, concluiu.

Até mesmo o governo do Estado irá disponibilizar o pagamento somente para os aposentados e pensionistas.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Procon fecha estabelecimentos irregulares em JP

Em plena pandemia do Covid-19, o Procon de João Pessoa fechou três lojas que estavam abertas sem autorização, autuou seis e notificou 55 estabelecimentos irregulares, durante fiscalizações dos decretos municipal…