Por pbagora.com.br

O secretário da Receita Estadual, Anísio Carvalho, esteve nesta quarta-feira proferindo palestra no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL – de Campina Grande, a respeito da Nota Fiscal eletrônica, que deve substituir a Nota Fiscal em papel em pouco tempo e ainda dificultar a fraude. Na oportunidade Anísio Carvalho deu explicações de como se adaptar ao fim da escrituração fiscal no papel.

Ele falou para empresários e para pessoas que lidam com a emissão de Nota Fiscal e mostrou em data show como é o visual da nota, que tem algumas diferenças de preenchimento em relação a nota de papel, sendo o modelo eletrônico considerado bem mais simples.

Com a NF-e a empresa não será mais obrigada a emitir nota fiscal em papel e ainda informar à Fazenda, por via eletrônica, sua movimentação mensal. Com ela inúmeras irregularidades deixarão de existir, inibindo a concorrência desleal. É o caso, por exemplo, das várias viagens de produtos com uma única nota ou do uso da “meia-nota”, em que se coloca no documento só parte da carga que está sendo transportada.

O secretário da Receita Estadual, Anísio Carvalho, informou que foram emitidas 530 mil Notas Fiscais Eletrônicas na Paraíba no ano passado. “Até o final de 2010, todas as empresas que vendem para pessoa jurídica estarão obrigadas a adotar o procedimento, mas a implantação será gradual, já que atualmente alguns empresários têm dificuldade na operacionalização da implantação.”, revelou Anísio Carvalho.

O secretário proferiu palestra a convite do presidente da CDL, Tito Motta. O processo de implantação da NF-e na Paraíba está avançando e no site da CDL Campina (www.cdlcampina.com.br) é possível saber quais as empresas que já são obrigadas a utilizar esse meio de documentação fiscal.
 

Secom

Deixe seu Comentário