Por pbagora.com.br
Foto: Marcos Santos / USP Imagens

Em tempos de pandemia causada pelo novo coronavírus, muitas famílias estão sobrevivendo com os benefícios sociais dos poderes públicos, neste sentido levantamento feito junto ao Ministério da Cidadania, para averiguar a quantidade de benefícios concedidos na capital paraibana.

Segundo os dados do ministério, na capital, dos 60.521 beneficiários do programa Bolsa Família, 46.714 receberam o auxílio emergencial no mês passado. A demanda resultou uma folha de pagamento com o auxílio de R$ 14.166.225,00.

Em entrevista a coordenadora do Cadastro Único e do Bolsa Família em João Pessoa, Raquel Feitosa, destacou que o calendário de recebimento do auxílio emergencial segue o último dígito do Número de Identificação Social (NIS). As famílias que recebem o Bolsa Família e foram incluídas no programa emergencial do governo federal neste período de pandemia não acumulam os valores do dois benefícios, vale o que proporcionar maior renda aos responsáveis pelo lar. Raquel Feitosa afirmou que, atualmente, o valor do Bolsa Família é de R$ 91 para o responsável familiar (apenas um), R$ 38 por criança e R$ 41 para cada adolescente, com limite de até cinco filhos por família, entre criança e adolescente. O auxílio emergencial será pago em quatro parcelas, com início em abril.

Ao término deste período as famílias voltarão a receber o valor referente ao Bolsa Família. Raquel Feitosa explicou que o pagamento do auxílio emergencial, mesmo sendo debitado no mês corrente (conforme o número do Nis), só pode ser sacado com um prazo de 30 dias. “Algumas pessoas quando vão pesquisar se o valor entrou, vê o aviso bloqueado. Mas isso é somente para saque. Por isso, tem gente que está baixando o aplicativo Caixa Tem, para fazer pagamentos e outros serviços online”, esclareceu.

Redação