A lei de autoria do deputado estadual Inácio Falcão (PCdoB), que torna obrigatório os postos de combustíveis do Estado informar aos consumidores se a gasolina comercializada é formulada ou refinada, foi aprovada ontem pelo governador Ricardo Coutinho. A partir de agora, os postos devem deixar visível a informação do tipo de gasolina que o consumidor está colocando em seu veículo, além dos preços, que devem ser discriminados, separadamente, para cada tipo de gasolina.

 

A fiscalização dos postos será realizada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). A multa será de R$ 100, agravando para o dobro em caso de reincidência.

 

Diferença das gasolinas A gasolina refinada é completamente isenta de substâncias nocivas contidas no petróleo cru, eliminadas pelo processo de refinação. O combustível formulado é feito com as sobras de combustível comum, misturadas a produtos químicos que aumentam seu rendimento.

 

Não quer dizer que a gasolina formulada seja adulterada ou batizada, no entanto, ela pode ter uma qualidade inferior da gasolina comum. Esse tipo de combustível pode fazer mal para o carro se o fabricante utilizar mais produtos leves do que o recomendado, esse fator também é fiscalizado pela ANP.

 

Redação

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Procon de CG começa a atender consumidores por mensagens de WhatsApp

O Procon de Campina Grande começa a atender consumidores através de mensagens de WhatsApp a partir desta segunda-feira (16). O atendimento pelo aplicativo será realizado de segunda a sexta-feira, das…

Receita libera hoje pagamento do 4º lote de restituição do IR 2019

A Receita Federal libera hoje (16) o pagamento do quarto lote de restituição do Imposto de Renda 2019. O crédito bancário será feito para 2.819.522 contribuintes, no valor total de…