Por pbagora.com.br

O motorista desembolsou 1,01% a mais em setembro, para abastecer o carro, fazer a manutenção e pagar impostos e seguros. Essa foi a maior alta registrada neste ano, puxada pelos aumentos de 3,89% nos preços do álcool combustível e de 0,23% na gasolina.

A alta no mês passado foi ainda a terceira consecutiva, sendo que, entre abril e junho, foram registradas quedas, de 0,44%, 0,21% e de 0,51%, respectivamente.

De janeiro a setembro, por sua vez, o custo de manutenção acumula aumento de 1,48%, segundo dados do IMC (Índice de Manutenção do Carro), divulgado pela Agência AutoInforme nesta segunda-feira (5).

Além dos combustíveis, outros itens da cesta de produtos e serviços apresentaram altas até maiores, como o filtro de combustível e os amortecedores. Já o destaque de queda no período ficou com a pastilha de freio.

UOL