Por pbagora.com.br

Encostado no Schalke 04, Zé Roberto está tentando a sua liberação para voltar ao Brasil ainda em 2010. O Flamengo é o destino mais possível do jogador, que deixou o clube em dezembro após conquistar o Campeonato Brasileiro e seu contrato terminar. O empresário do apoiador, Rodrigo Fonseca, está na Alemanha desde a última terça-feira tentando resolver a situação, e o desfecho pode acontecer até o fim de semana. O colunista de "O Globo" Renato Maurício Prado adiantou ao Redação SporTV desta quarta-feira que as negociações estão adiantadas (assista ao vídeo).

 

Em nota divulgada por sua assessoria de imprensa, Zé Roberto deixa claro sobre sua preferência e voltar a defender o Fla.

 

– Fiquei muito feliz com o interesse de grandes clubes brasileiros no meu futebol, mas não tenho como negar que voltar ao Flamengo é um desejo pessoal. Não deu para seguir no clube nesse ano após o título brasileiro de 2009, mas essa continuidade pode acontecer agora. Acredito que haverá um acordo entre Schalke 04 e Flamengo. Confio muito nas pessoas que cuidam da minha carreira e por isso estou tranquilo – disse o jogador na nota.

Desde que voltou ao Schalke, Zé Roberto não jogou uma partida sequer. Insatisfeito com esta situação, ele deseja retornar ao Brasil e dá prioridade ao Flamengo, apesar de ter outros clubes interessados. O maior problema, porém, é resolver como ficará a situação do apoiador até agosto, quando ele poderia voltar a jogar no futebol brasileiro por causa da janela de transferências. Na nota oficial, Zé Roberto explica seu momento no clube alemão.

 

– Fora de campo não tenho o que reclamar da minha estada na Alemanha. A cidade de Gelsenkirchen é muito tranquila, e a convivência com os brasileiros é excelente. Só lamento mesmo a quantidade de contratempos que passei nessa temporada, que não me deixou ter oportunidades. Além disso, cheguei com o time brigando pelo título, com elenco já bem encaixado. Se com isso já seria difícil uma vaga entre os titulares, passando por problemas de lesões como passei, ficou quase impossível – disse.

A negociação que está sendo conduzida agora é para buscar uma solução financeira ou esportiva para os próximos três meses. Afinal, quem pagaria os altos salários de Zé Roberto durante esse período de inatividade? Rodrigo Fonseca está cuidando justamente disso. Existe a possibilidade de o clube alemão e Flamengo (ou outro clube brasileiro) dividirem as despesas.

O empresário está praticamente incomunicável na Alemanha. Mas a assessoria de imprensa de Zé Roberto confirmou todas essas informações. O vice de futebol do Flamengo, Marcos Braz, admitiu o interesse, mas pediu cautela.

– Em dezembro, tentamos renovar com ele, mas o Schalke não quis. Existia essa possibilidade de ele vir em agosto. Mas nada disso está nas minhas mãos. Tudo se ajeita, mas não tem nada fechado – disse Braz.

Zé Roberto ainda não jogou em 2010. Além de ter chegado em uma equipe montada e que já estava na liderança do Campeonato Alemão, o apoiador teve problemas de saúde, como lesões musculares e uma rinite crônica que o deixou parado por duas semanas.

G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.