Por pbagora.com.br

Após oscilar ao longo do dia entre os terrenos positivo e negativo, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em alta de 0,48%, aos 62.670 pontos.

 

Com o resultado, o Ibovespa, índice-referência para o mercado nacional, atinge nova máxima para o ano pelo segundo dia consecutivo. Na segunda-feira (5), já havia alcançado esse status quando fechou aos 62.369 pontos.

 

Leia também:

Dólar tem nova baixa

 

No fim do dia, o Ibovespa acabou acompanhando a tendência positiva externa, com destaque para as ações de siderúrgicas e de companhias ligadas a varejo. Já os bancos terminaram entre as piores do dia.

 

O índice chegou a superar os 63 mil pontos pela manhã. Depois, um movimento de realização de lucros com ações de bancos chegou a levar o Ibovespa para baixo momentaneamente, mas esse movimento foi logo absorvido.

Austrália e EUA

No mercado internacional, os agentes recuperaram confiança na recuperação da economia mundial depois que a Austrália anunciou uma alta em sua taxa de juros.

 

O país foi o primeiro do G20 a mexer na taxa, elevando o juro básico em 0,25 ponto percentual, para 3,25% ao ano. Como o risco de uma séria contração econômica passou, o banco central do país acha prudente reduzir de forma gradual os estímulos via política monetária.

 

Nos Estados Unidos, as bolsas de valores viam valorização nesta terça, em meio a um otimismo de que os lucros corporativos superem as estimativas.

 

 

 

G1