Foto: Vanessa Carvalho/Brazil Photo Press/Folhapress

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, enviou cartas à população norte-americana com diretrizes para o combate ao coronavírus. Entre elas estão a recomendação de ficar em casa e a de evitar contato com idosos.

Intituladas “Diretrizes de Coronavírus do Presidente Trump para a América”, as cartas são datadas de 16 de março e apresentam conselhos sérios, validados pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC).

Ficar em casa, não trabalhar doente e evitar reuniões e eventos com mais de 10 pessoas vão de encontro com o que o presidente fala em suas declarações públicas. Na terça-feira (24) Trump disse que esperava pôr fim às restrições de isolamento até a Páscoa, em 12 de abril.

Ele disse mais de uma vez que as pessoas saudáveis podem voltar ao trabalho, além disso, defendeu que muitos americanos serão infectados pela doença mas apresentarão poucos ou nenhum dos sintomas.

“Mesmo se você for jovem, ou saudável, você está em risco e suas atitudes podem aumentar o risco para outras pessoas”, diz o documento. “É importante que você faça sua parte para reduzir o espalhamento do coronavírus.”

A carta enviada por Trump apresenta 11 conselhos a serem seguidos pelos americanos para ajudar a frear a expansão do novo coronavírus no país, que nesta quinta-feira (26) passou a China e se tornou o que mais tem casos confirmados de Covid-19 no mundo (veja os conselhos abaixo).

  • Escutar e seguir as determinações dos estados e autoridades locais
  • Não ir trabalhar se estiver com sintomas
  • Não sair de casa com crianças doentes e chamar a assistência médica
  • Idosos e pacientes com doenças crônicas devem ficar em casa
  • Isolamento total da família caso haja a confirmação de um caso de Covid-19
  • Trabalhar e estudar de casa sempre que possível
  • Evitar reuniões sociais e em grupos com mais de 10 pessoas
  • Evitar bares e restaurantes, dar preferência a delivery e “para viagem”
  • Evitar viagens desnecessárias, para compras ou turismo
  • Não visitar berçários ou asilos
  • Praticar sempre uma boa higiene

A carta não cita, no entanto, o remédio experimental que Trump chegou a citar em uma de suas entrevistas coletivas na Casa Branca. O medicamento é indicado para o tratamento da malária e não é indicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para combater a Covid-19.

Os EUA registraram até o momento, mais de 82 mil casos confirmados de coronavírus e ao menos 1 mil mortes pela síndrome respiratória aguda grave. Apenas nas últimas 24 horas foram 237 mortes, o maior número diário desde o início da epidemia nos EUA.

Redação com G1

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Receita paga mais de R$ 29 mil no 1º lote de restituições para contribuintes da PB

A Receita Federal paga nesta sexta-feira (29) o primeiro lote de restituição do Imposto de Renda de Pessoa Física 2020, relativo ao ano-base 2019, para 12.181 contribuintes da Paraíba. O…

Saque do auxílio emergencial é liberado a partir deste sábado; veja o calendário

Os repasses dos auxílios emergenciais não vão parar! A Caixa vai abrir neste sábado (30), das 8h às 12h, para atendimento aos beneficiários que receberam a primeira parcela até 30…