A Paraíba o tempo todo  |

Eletrobras terá recursos Angra 3 com empréstimo do BNDES

A aprovação de um empréstimo de R$ 6,1 bilhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a Eletronuclear – subsidiária da Eletrobras para o setor de energia nuclear – permitirá a continuidade das obras de Angra 3. Segundo o superintendente de gerenciamento empresarial da Eletronuclear, Luiz Manuel Messias, o orçamento para a construção de Angra 3 prevê para 2011 investimentos de R$ 1,7 bilhão, dos quais até R$ 1,4 bilhão podem vir a ser desembolsados pelo banco de fomento do Brasil.

“Se essa meta vai ser alcançada isso vai depender dos processos de renegociação de contratos e também dos processos licitatórios. Se correr tudo bem, temos como executar esse programa.”

Os R$ 6,1 bilhões aprovados pelo BNDES para a Eletronuclear, considerando os custos incorridos, correspondem a 58,6% do investimento total do projeto, que vai criar 9 mil empregos diretos e mais 15 mil indiretos durante a fase de construção da usina, além de mais 500 quando a usina entrar em operação.

A Eletrobras financiará R$ 890 milhões com recursos provenientes da RGR – Reserva Global de Reversão e 1,6 bilhão de euros serão captados no mercado externo. Os investimentos diretos ainda a realizar chegam a R$ 9,9 bilhões.

 

Agência Brasil

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe