Por pbagora.com.br
 
 

O economista paraibano de Lagoa de Dentro, Carlos Antônio Vieira Fernandes é o novo diretor-presidente da Banco de Brasília, BRB Financeira e a partir desta segunda-feira (30) começa uma nova fase de negócios estratégicos do banco. O paraibano já tomou posse como diretor-presidente da Instituição Financeira. Carlos Antônio Fernandes teve o seu nome aprovado por unanimidade Comissão de Economia, Orçamento e Finanças (CEOF) da Câmara dos Deputados.

Durante a sabatina, Carlos Fernandes ressaltou a estratégia de ampliação nacional no que se refere a linhas de crédito e o papel social do BRB. “Por sermos um banco público, certamente a sociedade ganha com esta gestão da forma como está sendo conduzida, porque os frutos disso são distribuídos pela sociedade

Servidor de carreira da Caixa Econômica Federal, Carlos Antônio é graduado em estudos sociais pela Faculdade de Ciências Filosóficas e Letras de Guarabira, com MBAs em finanças empresariais pela FGV, executivo internacional pelo Instituto Amana-Key, comércio externo pela Universidade Católica de Brasília e estratégias empresariais pelo Centro Universitário de João Pessoa.

Carlos Vieira atuou em diversos cargos e funções, como diretor operacional da BRB Financeira, ministro interino no Ministério das Cidades e Integração, presidente do conselho de administração da Empresa Brasileira de Transportes Urbanos (CBTU) e membro do conselho da Litel e Vale.Funcionário aposentado da Caixa, ele também foi diretor-presidente da Funcef.

No ano passado, o PB Agora vez uma entrevista com o Executivo que se tornou um dos grandes paraibanos vencedores no mundo dos negócios.

A trajetória de Carlos começou a ser traçada no longínquo ano de 1969, quando ele deixou a cidade de Lagoa de Dentro rumo a João Pessoa sem ter noção que a história estava lhe reservando “voos” altos, e um futuro promissor. Seu pai era um produtor rural e a sua mãe funcionária dos Correios e Telégrafos.

A primeira grande conquista do paraibano foi a aprovação no concurso público da Caixa Econômica Federal, onde foi chamado logo, e se tornou funcionário de carreira da instituição. A ascensão dentro da Caixa foi meteórica e ele se tornou um funcionário de destaques e notoriedade.

Severino Lopes
PB Agora

 
 
Deixe seu Comentário