Por pbagora.com.br

O dólar comercial fechou a R$ 1,778 nesta sexta-feira, em queda de 0,55%, após um pregão de oscilação. Na semana, a moeda acumulou queda de 1,22%.

Após a divulgação, nesta sexta, do relatório de emprego, a cautela dos investidores com o desempenho da economia norte-americana provocou a queda do preço das matérias-primas, como o petróleo, e afastou os investidores de ativos considerados mais arriscados.

 

O dólar chegou a ganhar valor ante o real durante o pregão desta sexta, alinhado ao viés mais pessimista no exterior no começo do dia, mas reverteu o movimento.

Para o gerente de câmbio do Banco Prosper, no Rio de Janeiro, Jorge Knauer, a piora no mercado internacional permite que os investidores façam ajustes no Brasil. "É salutar que aconteça isso", disse, lembrando que a tendência para a moeda norte-americana ainda é de queda diante do real, principalmente por causa da expectativa de bilhões de dólares em ingressos de capitais.

 

Emprego nos EUA

A economia norte-americana perdeu 263 mil empregos em setembro, o que elevou a taxa de desemprego do país a 9,8%, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira pelo Departamento de Trabalho do país.

 

O resultado ficou bem acima do esperado por analistas, que projetavam um corte de 180 mil empregos no país. O departamento informou que a taxa de desemprego é a maior desde 1983. O índice cresceu nos últimos 21 meses.

 

G1

Notícias relacionadas

Deputado Aguinaldo Ribeiro apresenta relatório da Reforma Tributária

O relator da Reforma Tributária, no Congresso Nacional, o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), apresentou o relatório da Reforma. A apresentação aconteceu durante reunião semipresencial da Comissão Mista da Reforma Tributária.…

Caixa libera saque do Auxílio Emegêncial; confira a relação dos beneficiados

Quem nasceu em abril poderá sacar a partir desta quarta-feira (5) o valor referente a novas parcelas do Auxílio Emergencial. Também será possível realizar transferências. A liberação ocorre para quem…