A Paraíba o tempo todo  |

CPF na nota tem retorno maior em lanches

 As refeições rápidas nas redes de lanchonete dão um retorno bem maior do que a compra do supermercado ou da farmácia para quem pede a inclusão do CPF na nota. O programa Nota Fiscal Paulista já tem 14 milhões de consumidores cadastrados e pagou quase R$ 7 bilhões em créditos e prêmios desde outubro de 2007.

A regra de cálculo do programa permite a devolução de até 30% do ICMS, porém, alguns critérios influenciam no valor do crédito. Nem sempre uma conta alta vai render uma devolução maior. Despesas que não chegam a R$ 50 em fast-food dão mais crédito do que a compra do supermercado que ultrapassa R$ 150.

Um lanche com sanduíche, refrigerante, batata frita e sundae de R$ 47,25, gera R$ 1,65 de crédito na Nota Fiscal Paulista. Já uma compra de R$ 319,71 em um supermercado devolve
R$ 1,48.

O cálculo leva em conta o número de pessoas que pedem a nota no estabelecimento, o valor do tributo pago em cada uma das mercadorias e se a loja tem imposto a pagar.

A devolução do ICMS depende de um rateio e da data da compra. O ideal é pedir a nota sempre, principalmente, nas lojas com pequena variedade de produtos.

 



Diário de São Paulo

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe