A cesta básica no município de João Pessoa apresentou uma queda de 3,55% no mês de agosto de 2019, ficando os acumulados no ano em 3,41% e em 12 meses 8,90%, de acordo com a Secretaria de Estado do Planejamento Orçamento e Gestão (Seplag), por meio da Diplan e sua Gerência Executiva de Desenvolvimento Municipal e Regional. No mesmo período do ano anterior, a cesta básica custava R$ 335,05, com uma variação mensal de -0,45% e os acumulados eram de -1,45% no ano e -3,45% em 12 meses.

Essa queda no preço da cesta básica no mês de agosto/19 resultou das quedas de preços médios registrados nos produtos: feijão (19,70%), legumes: abóbora, beterraba, batata-inglesa, cenoura e tomate (7,16%), farinha de mandioca (6,82%), pão francês (6,42%), óleo de soja (2,56%), arroz (2,31%), raízes: inhame, batata-doce e macaxeira (0,95%), carnes (0,62%) e café moído (0,23%). Em contrapartida, foram verificados aumentos de preços nos produtos: açúcar (5,36%), frutas: banana e laranja (4,27%), leite pasteurizado (1,98%) e margarina (0,94%).

O custo total da cesta básica caiu para R$ 364,87 em agosto/19, quando em julho/19 era R$ 378,30. Um trabalhador que em agosto ganhou um salário mínimo de R$ 998,00 precisou trabalhar o equivalente a 80 horas e 33 minutos para adquirir sua alimentação individual. Uma família composta por quatro pessoas teria que dispor de R$ 1.459,48 para adquirir sua alimentação básica.

A ração essencial mínima (cesta básica), definida pelo Decreto-Lei nº. 399, de 30.04.1938, que estabelece treze produtos alimentares básicos (arroz, feijão, carnes, farinha de mandioca, café, pão, leite, açúcar, margarina, óleo de soja, legumes, frutas e raízes) e suas respectivas quantidades, passou a representar aproximadamente 36,56% do salário mínimo.
PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

IBGE inscreve para concurso público com 400 vagas até esta terça-feira

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quarta-feira (25), o edital para o processo seletivo com 2.658 vagas temporárias para coordenador censitário de subárea e agente censitário…

Corretor comenta aumento de preços para quem quer alugar uma casa para veraneio nas praias paraibanas

O veraneio está chegando, quem pensa em alugar uma casa ou apartamento para passar os meses de dezembro, janeiro e fevereiro nas praias da Paraíba, devem se apressar. É que…