Um Projeto de Lei polêmico que estabelece novos critérios para o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) está tramitando na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) e vem gerando polêmica. Isso porque o Projeto de Lei nº 1.525/2017, de autoria do Executivo, em seu Artigo de número 31 do Capítulo XV (15), prevê aplicação de multa de 100% no valor do IPVA, caso o proprietário do veículo não pague o imposto na data prevista.

A deputada estadual Camila Toscano (PSDB) pediu vistas do projeto na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia. De acordo com a parlamentar, que se referiu ao Artigo 31, é preciso ter muita cautela em relação a isto. “Precisamos ter muito cuidado com isso. Nesses tempos difíceis, alguns compromissos acabam sendo pagos em atraso, por motivos que vão além da vontade do cidadão. A aplicação de multa é completamente legítima, mas o que o governo do Estado está querendo é desumano”, rechaçou.

Segundo o deputado Bruno Cunha Lima (PSDB) a nova legislação sobre IPVA é mais uma “casca de banana”. “Se o cidadão tem um carro ou moto e, por um descuido de qualquer ordem, e acontece todos os dias e com qualquer um de nós, de um dia para o outro, ao invés de dever um, ele passa a dever dois IPVAs graças à multa de 100% sobre o valor devido”, explicou.

A Receita Estadual informou, por meio da assessoria de comunicação, que o assunto deve ser tratado com os deputados, já que ainda é um projeto de lei. A presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), deputada Estela Bezerra (PSB), convocou para hoje, às 12h30, uma nova reunião da CCJ. O projeto que trata do IPVA deve ser colocado em pauta para apreciação. Se aprovada, a matéria segue para apreciação dos deputados em plenário.

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário