Por pbagora.com.br

A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) acelerou o ritmo de ganhos na jornada desta terça-feira, operando em seu preço mais alto desde 16 de julho de 2008. Analistas avaliam que o fluxo de capital estrangeiro para a Bolsa doméstica "atrasa" qualquer movimento mais forte de realização de lucros (vendas).

Hoje, uma recuperação nos preços das commodities, combinada com boas notícias da economia asiática, dá novo impulso para os negócios. E em um ambiente de menor aversão a risco, a taxa de câmbio cede para R$ 1,80.

O Ibovespa, principal índice de ações da Bolsa paulista, sobe 0,90%, aos 61.477 pontos. O giro financeiro é de R$ 2,84 bilhões. Nos EUA, a Bolsa de Nova York avança 0,58%.

O dólar comercial é vendido por R$ 1,803, em um recuo de 0,82% sobre a cotação de ontem. A taxa de risco-país marca 225 pontos, número 1,80% acima da pontuação anterior.

Entre as principais notícias do dia, os preços das casas nos EUA subiram 0,3% em julho, segundo levantamento da FHFA (Agência Federal de Financiamento da Habitação, na sigla em inglês). Embora os preços ainda estejam 4,2% abaixo dos níveis de 12 meses atrás, analistas comemoraram o fim de "um longo declínio" nesses valores.

O Federal Reserve de Richmond (uma das 12 divisões regionais do BC americano) revelou hoje que a atividade do setor manufatureiro nos Estados Unidos apresentou sinal de estabilidade neste mês. O índice de atividade do setor ficou em 14 pontos, mesmo nível de expansão visto no mês passado.

A FGV (Fundação Getulio Vargas) estima inflação de 0,41% em setembro, pela leitura do IGP-M, ainda em caráter preliminar. Em agosto, no mesmo período, o mesmo índice apontou deflação de 0,46%.

No setor corporativo, o frigorífico Marfrig anunciou a compra de 51% do grupo uruguaio Zenda, pelo valor de US$ 49,5 milhões. O setor passa por um processo de fusões e aquisições. A mesma Marfrig já revelou a compra da Doux Frangosul e da Seara Alimentos, enquanto a JBS fundiu com a Betin.

A Vale revelou que assinou um contrato, em parceria com a sul-coreana STX Pan Ocean, para o transporte de minério de ferro para a China, no valor de US$ 5,8 bilhões.

 

 

 

Folha

Notícias relacionadas

Entenda os motivos do número de inadimplentes ter caído em JP, mas dívidas aumentado

Na média, o brasileiro nunca esteve com as contas tão no azul quanto agora. E isso vem vindo de 2020, ano que deixou milhões de desempregados e no qual até…

Especialistas explicam os motivos do crescimento das startups no Brasil

Mesmo com a pandemia o mercado se mostra otimista para o crescimento das startups, a previsão de crescimento é de 10% segundo pesquisa realizada pela Advance. O covid-19 trouxe grandes…