Por pbagora.com.br

As bolsas de valores da Ásia terminaram em baixa nesta quarta-feira, em meio a vendas generalizadas lideradas por Xangai. O movimento foi incentivado por realização de lucros antes de mais resultados corporativos.

O mercado acionário japonês, porém, apresentou oscilação positiva, impulsionado por ações do setor de tecnologia, como as da Tokyo Electron. Contudo, os ganhos foram limitados pela expectativa de divulgação de balanços trimestrais.

O índice Nikkei, de TÓQUIO, subiu 0,26 por cento, para 10.113 pontos, atingindo o maior patamar em sete semanas, um dia depois de interromper a mais longa série de ganhos consecutivos desde 1988.

Ações da Nippon Steel recuaram 3,5 por cento após a companhia anunciar um prejuízo trimestral e ampliar previsão de perda no primeiro semestre em 10 por cento.

Após o fechamento do mercado, a Honda Motor, segunda maior montadora do Japão, divulgou uma queda de 88 por cento no lucro, mas superou as expectativas e elevou sua projeção para o ano.

"O fato de que mesmo nesta situação difícil eles conseguiram registrar lucro mostra que as coisas estão fundamentalmente muito boas", disse Hiroaki Osakabe.

Mas investidores ainda aguardam os balanços de gigantes do mercado, como a Sony, na quinta-feira, e a Panasonic, na próxima segunda-feira.

"Ainda faltam mais de 700 companhias para anunciar (o balanço), e quando você acrescenta um pouco de fadiga após a recente série de ganhos, as pessoas estão relutantes em comprar", explicou Noritsugu Hirakawa, estrategista da Okasan Securities.

"Os resultados em geral não têm sido tão ruins, mas em muitos casos isso é um reflexo do corte de despesas, e este impacto eventualmente enfraquecerá. A questão é se haverá um real crescimento depois disso, e os investidores precisam ver isso por si mesmos."

A bolsa de XANGAI despencou 5 por cento. SYDNEY perdeu 0,64 por cento, enquanto TAIWAN retrocedeu 0,83 por cento e CINGAPURA caiu 0,76 por cento.

As ações negociadas em SEUL recuaram 0,11 por cento e em HONG KONG mergulharam 2,37 por cento.

Às 8h04 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne mercados da região com exceção do Japão exibia queda de 1,8 por cento, a 353 pontos.

 

Estadão

Notícias relacionadas

Parcela começa a ser paga a beneficiários do Bolsa Família

Os trabalhadores que fazem parte do Bolsa Família começam a receber, nesta sexta-feira (16), a primeira parcela do Auxílio Emergencial 2021. Os primeiros a receber, já nesta sexta, são os…

Mais de um milhão de paraibanos estão endividados

Iniciar o ano com o nome sujo não é bom para ninguém, principalmente diante desse cenário de pandemia e fechamento de comércio. Por isso, é sempre bom estar com o…